09 agosto, 2015

Inquietos [Filme]


Estava procurando um filme de drama para assistir e até pensei em ver um J-movie porem como japoneses tem tendências tristeza extrema/depressão profunda nesse quesito preferi procurar um título ocidental. Após ler algumas sinopses encontrei este aqui e por ter me encantado com o filme decidi resenhá-lo para vocês.

Inquietos




Sinopse: Após um encontro inusitado em um velório, Annabel e Enoch se aproximam. Ele, um garoto que costuma ir a funerais de pessoas desconhecidas e ela, uma garota com uma personalidade distinta. Como ambos influenciariam a vida um do outro?
Gênero: Romance, drama
Ano: 2011
Onde encontrar: Filmes Online Grátis

Quando li a sinopse me interessei porem só decidi mesmo conferir o filme após o trailer, nele já percebe-se o quanto o par romântico é esquisito, sério, que tipo de casal deita em uma rua e faz o contorno de seus corpos como em casos de assassinatos? (rsrs


Procurei mais um pouco sobre a história e encontrei outra sinopse, nesta temos uma informação extra sobre a Annabel, ela tem câncer e só tem apenas mais 3 meses de vida. Daí pensei "vai ser muito depressivo, melhor escolher outro", "mas não é j-movie..." , então optei por ver Inquietos mesmo e após o filme tive a certeza de que a escolha foi perfeita.

O filme conta uma história triste porem de uma forma leve e isso foi o que mais gostei, retratam a doença e a situação em que os personagens se encontram de maneira branda sem todo aquele sentimentalismo extremo que ás vezes só faz prejudicar. Se você procura um filme de drama sem cenas deprimentes a ponto de te fazer inundar a casa com lágrimas, esta é uma ótima escolha. P.S.: Para manteigas derretidas isso não é válido (rsrs).

Confiram o trailer e continuem lendo para conhecer um pouco mais sobre este inusitado/esquisito/estranho casal:




Como já disse antes, Anna (Mia Wasikowska) e Enoch (Henry Hopper) se conhecem em um funeral. Ele não conhecia o falecido, apenas tem o hábito de ir a velórios de desconhecidos, motivo este que é explicado e tem até uma lógica se relacionarmos a perspectiva do personagem. Anna percebe o moço solitário sentado um pouco atrás e em uma outra ocasião acaba indo com ele em um outro velório, após esses encontros inusitados eis que eles se encontram mais uma vez e de todos os lugares do mundo onde poderiam se reencontrar adivinhem onde isto acontece? No cemitério. Sim. No cemitério. A partir daí, ambos passariam a desenvolver sentimentos um pelo outro.



Porém Enoch tem um segredo, ele tem um amigo fantasma chamado Hiroshi (Ryo Kase) que é um ex piloto de avião. Amigo este que o acompanha desde que ele acordou no hospital três meses depois do acidente que matou seus pais. Para quem não gosta de terror não se preocupem pois o filme trata isso de uma forma tão comum e leve que é impossível ter medo deste fantasma, pelo contrário, você passa a gostar dele e até a gostar da amizade dos dois que sempre se reuniam para jogar batalha naval. (rs). Até a Anna torna-se "amiga" do fantasminha depois.



Anna se vê cada vez mais apaixonada pelo garoto e mesmo tendo apenas mais 3 meses de vida quer aproveitar o resto de seus dias o máximo que conseguir. Ela desenha e gosta muito de aves, Enoch passa a acompanhá-la em seus estudos sobre os tipos e características específicas desses seres. Ah, ela também gosta de insetos. Eu avisei que a personalidade da menina era incomum (rsrs). O mais legal é a forma como ela encara a doença e sua situação sendo que sabe do que está próximo de acontecer, é admirável. E eu gostei muito da atriz.
Enoch vive com a tia e não frequenta a escola desde a perda de seus pais. É o tipo de garoto que seria taxado como um "garoto problemático" que só sabe ser rebelde e arranjar confusão mas na verdade descobrimos que é apenas alguém muito machucado e triste, por não saber lidar com a própria dor age com rebeldia (principalmente com a tia) e sempre está sozinho (sem contar com o Hiroshi, o fantasminha camarada,rs). Quando começa a namorar com a Anna passa a sorrir mais e a expor mais o que sente. (Lindinho o ator, concordam? rs)

O casal é sem dúvidas, esquisito. Nunca vi algo assim, só para vocês terem ideia o primeiro encontro deles é no necrotério do hospital onde Anna faz seu tratamento. Sim, acreditem. Ne-cro-té-rio. (rsrs). Mas esta é justamente uma das coisas que eu mais gostei nestes dois, além de suas esquisitices, eles falam sobre morte como algo comum, este é o fim de todo ser humano, o fim de qualquer vida e ambos já presenciaram de perto o que é realmente ter que dizer adeus para alguém próximo.

Eles estão apaixonados dividindo seus segredos, intimidade e medos. E os atores foram realmente cativantes em seus papéis tornando o casal um ótimo par romântico daquele tipo que te arranca "owns" quando vê. 


Mas a realidade é triste e cruel, Anna está doente e morrerá em breve. Ambos sabem disso, ambos tem que lidar com isto, obviamente não é fácil porem os roteiristas conseguiram continuar o toque de suavidade no enredo, ao mesmo tempo que o telespectador está triste com a situação destes dois se sente feliz por ter visto uma história tão cativante quanto esta.


O grande ponto positivo deste filme na minha opinião é justamente a maneira como tudo é retratado, não é aquele tipo de história que vem para te fazer derramar lágrimas e precisar de mais de 1000 lenços de papel, não. É do tipo que faz você se comover e te mostra como há várias formas de encarar as situações difíceis da vida, os medos em relação a um futuro pré determinado, o modo como se encara o luto e a forma como alguém pode marcar sua vida e te ensinar o quanto o valor desta é precioso. O quanto deve-se agradecer por acordar vivo e respirando perfeitamente bem todos os dias.
Não gosto muito de histórias depressivas porque na maioria das vezes são tão tristes de se ver, que chegam a ser cruéis (exemplo disso é Um Litro de Lágrimas - o nome já diz tudo - que é a minha única exceção tamanha a lição de vida que Aya nos ensina), deve ter sido por isso que gostei tanto deste filme.
O final não vou contar se não perde a graça, imagino que vocês já saibam, mesmo assim acredito que vale a pena recomendar filme pois como disse anteriormente os roteiristas foram de uma suavidade espetacular.


Frases:


" Ás vezes eu penso nas coisas e quero que elas aconteçam de um jeito e elas não acontecem. É difícil!            - Enoch

"Temos tão pouco tempo pra dizer o que queremos dizer."       - Hiroshi

"Existe um pássaro que acha que morre todo dia quando o Sol se põe. E na manhã seguinte, ele fica espantado por ainda estar vivo. Então ele canta uma linda canção. Eu canto todas as manhãs desde que conheci você."       - Annabel


Trilha Sonora: A trilha é totalmente encaixável no filme mas a que mais gostei foi esta: Confiram abaixo: Happy Birthday - Sufjan Stevens


Espero que tenham gostado da dica de hoje, em breve posts de High Society, segunda parte do TOP 5 Especial Super Junior e dos livros da saga Maze Runner. Aguardem! (:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Compartilhe