21 janeiro, 2016

The Walking Dead (1º Temporada) [Série]


Após quase 3 anos longe de séries americanas, eis que finalmente, retornei ao meu antigo vício. Não tão empolgada como antes mas pelo menos, por causa de The Walking Dead posso afirmar que minhas decepções com este tipo de programa estão possivelmente sendo superadas, se realmente superei isso, ainda é muito cedo para dizer, porém, nunca se sabe não é mesmo?

The Walking Dead (1º Temporada)



Sinopse: A série inicia com o xerife Rick Grimes sendo ferido após travar um tiroteio com criminosos armados. Ele entra em coma e desperta semanas depois em um hospital abandonado e danificado. Ao sair do hospital, Rick descobre-se em um mundo pós-apocalíptico dominado por mortos-vivos. Rick inicia uma perigosa jornada para Atlanta, onde acredita-se que o 'Centro de Controle e Prevenção de Doenças' tenha criado uma zona de quarentena onde sobreviventes podem ficar a salvo. Ao chegar a Atlanta, ele logo descobre que a cidade foi dominada pelos mortos.
Gênero: Drama, ficção, terror, zumbi,  thriller
Nº de Episódios: 6
Ano: 2010
Onde Encontrar: Melhores Torrent Brasil (download)



Como diz na sinopse, após levar um tiro, Rick (Andrew Lincoln) acorda em um hospital e logo se dá conta de que o mundo que conheceu não é mais o mesmo. 
Ao retornar para casa e não encontrar sua esposa e filho, acaba conhecendo Morgan Jones (Lennie James) que o ajuda tratando de seu ferimento. Assim que Rick melhora, decide ir atrás de sua família, separando-se de seu recém amigo. P.S.: Morgan tem um filho mas sério, não achei qualquer utilidade naquele menino.


Daí, Rick em seu cavalinho parte em busca de sua família, e acaba encurralado por zumbis e eis que uma voz vinda do além mais especificamente: Coreia do Sul, o salva. Glenn Rhee (Steven Yeun) acaba ajudando Rick e mal sabia ele que ao salvar o xerife, o levaria de volta para sua esposa e filho. 
P.S.²: Pequenos spoilers podem ser soltos no meio da resenha mas nada muito impactante a ponto de fazer a trama deixar de surpreender vocês.  
P.S.³: Prefiro o moço sem boné!


Ao reencontrar sua esposa Lori (Sarah Wayne Callies) e seu filho Carl (Chandler Riggs), Rick também reencontra seu melhor amigo Shane Walsh (Jon Bernthal) que cuidou de sua família desde o ocorrido com ele. Rick inocente /iludido/ agradece ao amigo por ter cuidado de seu bem mais precioso sem nem saber como exatamente Shane tratou sua família  (especialmente, sua mulher). Entenderam né? O protagonista também é apresentado à outros sobreviventes, que assim como ele, estão tentando lidar com essa nova vida. Cheia de zumbis por todos os lados.

P.S.4:Guardem bem esta foto abaixo na memória, pessoal! Só avisando...!



Pois bem, dentre os presentes acima, vale a pena mencionar:

Daryl Dixon (Norman Reedus), o moço de lindos olhos é irmão do Merle (um lunático) e já de início demonstra o quanto é explosivo, verdadeiramente pavio curto. 
Daryl é o tipo de personagem que se apresenta de uma forma que faz o telespectador criar grandes expectativas sobre ele. E eu claro, já estou esperando mil e umas coisas do rapaz, afinal, personagens com personalidade forte sempre prometem. E em mundo cheio de zumbis ter alguém como o Daryl por perto não seria uma má ideia concordam?


Outro que chama atenção, é o Shane. Já de início não gostei dele, nem de sua personalidade autoritária, muito menos do seu modo de agir em algumas ocasiões. Mas para saberem mais sobre ele, terão que conferir os episódios. Outra que pouco me cativou e ainda estou cogitando em qual colocação a coloco na minha lista negra (se é que irei colocá-la, ainda nem sei) foi a Andrea (Laurie Holden). 
A moça até me surpreendeu (principalmente em um determinado momento), entretanto, não consegui montar uma opinião completa sobre a criatura. 
Quem sabe após eu conferir a segunda temporada, consiga me decidir quanto a isso.



Além dos citados acima, gostaria de deixar meus breves comentários sobre T-Dog (Irone Singleton) e Dale Horvath (Jeffrey DeMunn). No caso do T-Dog, temos que concordar que a criatura conseguiu fazer uma burrada enorme ao deixar cair aquela chave (para entenderem, só assistindo 'haha') e quanto ao Dale, este personagem realmente me cativou. Em apenas 6 episódios, o Senhor Cabelos Brancos conseguiu mostrar uma maturidade para dar, vender, distribuir e emprestar, o tipo de vovô conselheiro que poucos consultavam mas que eu gostava de ver em ação, apesar de que no universo de TWD, isto nem é tão importante, porém, não deixei de gostar do personagem. Ah, também temos a Carol Peletier (Melissa McBride) - mãe da criança inútil Sophia (Madison Lintz) - e que apanha do marido. Estou esperando a Carol evoluir porque ficar sendo mais inútil que a filha não tá dando pra suportar! P.S.5: Faltaram alguns personagens, mas se não mencionei é porque não achei tão importante.

  • Roteiro
Com poucos episódios, The Walking Dead consegue ter uma primeira temporada interessante, com desdobramentos até legais. A trama pouco evolui, até porque em apenas 6 episódios não dá para avançar muito no nível de drama/terror/ ou que quer que seja/, entretanto, a série já demonstrava ter um enredo bem montado, o que em partes, pode ter sido culpa do fato da mesma ser baseada em um HQ (se alguém lê o HQ, deixa o link do site para mim nos comentários, desde já, obrigada!). O diferencial da série é o fato de retratar a vida de pessoas em mundo apocalíptico repleto de zumbis, o que não tinha surgido desde então. Atualmente, TWD é um sucesso e pelo jeito, com grande mérito. Agora, é acompanhar as seguintes temporadas e esperar os acontecimentos delas.
  • Melhores Cenas
- Cena da mão! P.S.6: A cara do Glenn é ótima! /kkk


- Glenn e Rick no carro = fortalecendo sua amizade! P.S.7: Nem sei exatamente o porquê desta cena estar aqui, não tem nada demais nela, mas sei lá, gostei.


- Menina Zumbi = Melhor zumbi já vista no universo!


  • Conclusão
Eu particularmente, nunca curti muito histórias de zumbi. Entretanto, The Walkind Dead, conseguiu atiçar minha curiosidade e vontade de ver algo neste estilo. E sério pessoas, para uma série americana conseguir isso após minha desilusão mortal de três anos atrás tem que ser algo realmente interessante. Com personagens que inicialmente já demonstram o quanto a trama foi bem elaborada e quão bem construídos foram, o enredo em si torna-se mais interessante de assistir. Não há como definir completamente a série ainda, mas mesmo assim, deixo a minha dica aqui e sério, aconselho-os a darem uma chance também. 

Em breve, resenhas de cada temporada já lançada, afinal, creio que estou possivelmente me transformando em uma Walker. A resenha foi bem curtinha, mas com poucos episódios fica difícil pincelar a trama sem contar dezenas de spoilers. Não deixem de conferir as aventuras do Senhor Festa Enfeitada e Amigos. Até a próxima! 

P.S.8: Eu coloco o chapéu para esta primeira temporada!

2 comentários:

  1. Oláa, sou do blog itazura dramas! Desculpa a demora, mas vim avisar que a parceria ta aceita ! Seja bem vinda parceira ! Seu link já está la ;) E sim, add só o link mesmo, meu banner tá com um problema na url, tenho que tentar ajeitar isso aff
    Beijãaaoo!!
    ps: Estou doida esperando que the walkind dead saia das férias, estou na metade 6º temporada kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sendi, já adicionei o link do seu blog na lista de parceiros, foi um prazer fechar parceria contigo! P.S.: Somos duas. Estou ansiosa para essa outra metade da temporada, já imagino os surtos, kkk.

      Excluir

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Compartilhe