Menu

MONSTAR [K-drama]


Se for para eu escolher os melhores dramas no estilo colegial/música/, Monstar estaria nas primeiras colocações (e não é só por causa do JunHyung, deixo claro, rs). Apesar da trama ser abordada de uma maneira leve, é impossível não se encantar com o dorama, principalmente pelo fato de possuir personagens tão bem trabalhados e claro, retratar assuntos tão costumeiros da adolescência.

Sinopse: Yoon Seol Chan é um idol que após um pequeno incidente tem que retornar à escola e agir como um aluno modelo. Lá, conhecerá alguns colegas de classe que assim como ele, utilizarão a música para curar as feridas deixadas pelos tristes acontecimentos da vida.
Gênero: Colegial, música, romance, idol
Nº de Episódios: 12
Ano: 2013
Onde encontrar: Dopeka (online), Kingdom Fansubs (download)

1) Personagens

Yoon Seol Chan (Junhyung - B2ST)


Sou b2auty assumida, e tudo por causa do Junhyung. Após ver Monstar, fui correndo procurar mais sobre o moço e consequentemente, acabei encontrando o grupo que entraria para minha lista de preferidos/amados// , a ponto de me fazer baixar a discografia inteira e ouvir tudo por semanas consecutivas. Mas a questão aqui é a atuação do Jun (se deixarem, falo o resto do post sobre o B2ST, rs), e sério pessoinhas, fiquei impressionada e totalmente cativada com o garoto, não é à toa que ele recebeu inúmeros elogios na época de exibição do drama.
Seu personagem é um cantor no grupo fictício Man In Black (que contou com a participação de alguns dos meninos do BTOB - deveria ter tido mais cenas com o SungJae, não acham?- que atuaram como integrantes ao lado do Jun), idol imaturo e um tanto quanto infantil, após um pequeno incidente é obrigado a tentar consertar sua "imagem" para as fãs, assim o garoto passa a estudar em um colégio e tentará ser um estudante modelo. Lá, ele conhece a Min Se Yi e decide que quer tê-la como parceira acadêmica, porém, a garota recusa.
A partir daí, Seol Chan persegue a Se Yi por todo canto e os dois passam a brigar incansavelmente, era muito engraçado esse relacionamento gato-cachorro deles, rs. Como perceberam, esse casal movimentará as coisas e para completar temos o Sun Woo que complicará a vida do idol, pois também passa a se interessar pela mocinha. O mais engraçado é a forma como o Seol Chan fica perdido, não sabendo lidar com o primeiro amor e muito menos, com o ciúme incontrolável que sente da aproximação entre o Sun Woo e a Se Yi.
Considero este, um dos meus personagens preferidos. Simplesmente, pelo fato de retratar totalmente os conflitos que ocorrem dentro dos jovens quando se sente o inesquecível primeiro amor. A forma como Seol Chan fica perdidinho sem saber como agir é um dos clássicos sintomas, aqueles que todos já sentiram em algum momento da adolescência. As ações infantis e caras engraçadas só me conquistavam. P.S.: Ele e suas fantasias me faziam rir muito, kkk. P.S.²: Amava quando ele dizia: "I am STAR!"

Min Se Yi (Ha Yeon Soo)


Se Yi perdeu o pai quando era jovem e desde então, não consegue se dar bem com a mãe, e esse relacionamento das duas, na minha opinião, deveria ter sido explorado melhor, bastava adicionar algumas cenas. Mas, o dorama seria curto, então até entendo o fato do corte nas cenas mãe-filha (perdoei os roteiristas). A estranha Min Se Yi consegui me cativar, de verdade. Ouvi comentários dos dorameiros de plantão dizendo que não gostaram da personagem, já eu, gostei muito. A garota consegue ser autêntica, com um senso de humor que confunde todos, nunca se sabe quando a piada é séria ou apenas brincadeira e me digam, como não se cativar com uma garota tão única quanto ela?

Acho que o fato de eu ter gostado tanto da moça, é porque ela tem suas próprias características, não é aquela típica mocinha de drama colegial, pelo contrário, temos uma garota diferente do habitual. Sua relação com o Seol Chan garante muitas cenas divertidas e claro, fofas também, torci muito pelo casal.

Jung Sun Woo (Kang Ha Neul)

O outro participante do triângulo amoroso (porque como todos nós estamos cansados de saber, em dorama tem que ter trio, haha). O Sun Woo desde o início demonstra um interesse na Se Yi, se aproxima aos poucos e passa a ser um amigo e escudo da garota (e que escudo, heim? rsrs). O garoto é bem sério, sempre calmo e centrado, até que chega o Seol Chan e a partir daí, passamos a conhecer seu outro lado (ciúmes mudam as pessoas, rs). Gostei de muitas das suas atitudes durante o decorrer da trama, mas me irritava com a cegueira em relação à Na Na (acho que ele fingia não ver, só pode) e torci para que ele esquecesse o amor unilateral e desse uma oportunidade para a mal-humorada. P.S.³: Que abs é esse, gente?

Kim Na Na (Da Hee)

A mal-humorada/de mal com a vida/cara feia/ da Na Na, não deixa de ser uma outra personagem autêntica, do tipo que não se acha em qualquer dorama. A garota inicialmente parece não se importar com nada, mostrando apenas que pode ser tão mau quanto quiser ser, mas na verdade, é uma jovem como qualquer outra. Ela gosta do Sun Woo (não considero spoiler, porque isso fica visível assim que ela aparece perto dele) que como vocês já sabem, está com o coração ocupado pela Se Yi. O legal é que o até então triângulo, torna-se um quarteto e torci muito pela malévola aqui, afinal, a menina precisava de um romance para coloria sua vida.
P.S.4: A voz dela é muito linda, gente!

Sim Eun Ha (Kim Min Young)


A fã número um do Seol Chan, e teve a incrível sorte de estudar na mesma escola que ele, haha. Eun Ha se torna amiga da Se Yi e seu jeito é até engraçado, sempre preocupada com o seu bias no grupo Man In Black, através dela, podemos ver o nosso lado maluco em relação ao kpop, kkk. A personagem soube ser carismática, seu jeito de ser era sempre tão alto astral que era impossível ignorá-la e claro, suas histórias (fanfics) eram até engraçadas, rsrs.

Park Kyu Dong (Kang Ui Suk) e Cha Do Nam (Park Kyu Sun)  

E esse dois protagonizaram uma rivalidade/amizade/ incrível. O Kyu Dong sofria muito com o bullying que seu colegas de classe lhe infligiam e o Do Nam, em algumas vezes, até contribuía. Mas a história entre esses dois era muito maior, muito interessante o modo como a amizade, posterior rivalidade entre eles, foi abordada. Não vou contar nada, para saberem mais sobre isso, só vendo o drama, haha. P.S.5: Kang Ui Sik sem óculos é um colíriozinho (veja aqui), uma pena no dorama não terem deixado eles usar lentes, rs.

Temos também os chatinhos da orquestra All for One, Ma Hyo Rin (Kim Yoo Hyun), Ma Joon Hee (Moon Yong Suk) e Shin Jae Rok (Yoon Jong Hoon - achei esse ator parecido com o meu bias Yesung do Super Junior, só que Ye é lindo e o Jong não, kkk)  estudam na mesma classe que a galerinha aí acima e acabam se "estranhando" com eles. E essa competição proporcionou boas cenas de alfinetadas, rs.

Han Ji Woong (Ahn Nae Sang)

O famoso Ahjussí que cedeu o porão da casa para a Se Yi e seus amigos, e esse lugar meio que se tornou um porto seguro para a galerinha. Ji Woong vive sozinho e esquecido pelo mundo, os motivos por trás disso são revelados ao decorrer dos episódios e assim torna-se perceptível seu papel na trama. Gostei muito desse personagem, apesar de seu modo de agir, tentando fazer parecer que não queria qualquer contato com os jovens que passaram a utilizar sua casa como válvula de escape e estúdio, na verdade, ele se sentia solitário e bem lá no fundo, queria se livrar de toda sua solidão e culpa. Porque ele sentia culpa? Só vendo o dorama para saber, haha!

2) Roteiro:

O que mais gostei em MONSTAR é a maneira como conduziram a história, temos surpresas, nada tão surpreendente, mas que mesmo assim, consegue garantir um bom ritmo e cativar o telespectador. Com personagens bem construídos e perfeitamente encaixados na trama, as situações ficam cada vez mais interessantes, tudo isso de uma forma bem leve.
Os temas abordados foram muito bem encaixados, temos jovens que precisam lidar com suas emoções recém adquiridas como exemplo, o tão assustador primeiro amor e todo o ciúme que o acompanha. O bullying também é retratado, e de uma forma muito realista, os garotos da classe agem como se tudo fosse brincadeira, só não é engraçado para quem está sentindo na pele a humilhação, e é exatamente assim que acontece na vida real, sendo assim, este foi um ponto positivo na trama.
O dorama também nos mostra como é difícil lidar com cicatrizes deixadas pelo passado, feridas que se arrastam para o futuro e não importa a idade que se tenha, sempre é difícil lidar com essa situação. Mas com apoio de amigos e amor por algo, tudo se torna mais fácil de lidar, assim o que era temor pode se transformar em força. Com uma amizade verdadeira e o amor pela música, os personagens mostram que o ser humano pode tentar ser feliz, desde que queira.

3) Romance: 
Como já sabem, temos um triângulo amoroso que acaba se tornando um quarteto, maaas também tem determinada personagem que já considerava o protagonista seu "oppa" oficial e tudo mais. Parece complicado, porém, os roteiristas resolveram tudo isso muito bem. Palmas para eles, porque sinceramente, eu estava com medo de toda a confusão desnecessária que poderia dar, rs. Os possíveis casais:

- Min Se Yi & Yoon Seol Chan


O casal gato-cachorro me conquistou, não foi aquele tipo que shippei horrores e vomitei dezenas de arco- íris, mas gostei muito e sério, eles não ficam bonitinhos juntos? Engraçado era quando a Se Yi tentava ignorá-lo e acabava irritando mais o Star, rsrs.

Outra coisa que gostei muito foi a forma como esse romance foi abordado, totalmente igual a realidade, quando se é jovem e nem se sabe descrever o sentimento a tendência é ficar confuso e ao mesmo tempo. bobo, rs. A forma como ficavam nervosos ou se sentindo estranho um perto do outro, mesmo sabendo do que se tratava, era como se ao mesmo tempo, não soubessem. Aquela confusão que sempre se tem em um primeiro romance. P.S.6: Queria ser a Se Yi nessas cenas:

- Min Se Yi & Jung Sun Woo


O Sun Woo era fofo e sério, uma combinação estranha para um garoto. Acho que muita gente deve ter torcido por ele, afinal, impossível não acabar se encantando um pouco com a forma que ele tratava a Se Yi, mas no meu caso, desde o início torci para que ele esquecesse a estranha e olhasse para outra pessoa que estava praticamente, gritando: "Alô? Eu estou aqui!". Não que os dois juntos não ficassem bonitos (também com o Ha Neul do lado, quase impossível fazer casal tipo feio) juntos, o problema foi o Seol Chan ser tão amorzinho com seus ciúmes fofos.

- Jung Sun Woo & Kim Na Na


Sei que a Na Na era muito fechada/ mal-humorada/cara feia/ mas sério, o Sun Woo abusou da opção "vou me fingir de cego", tava na cara que a menina gostava dele. Bati o olho e já soube, o pior foi a insistência dele com a Se Yi sendo que a outra estava ali, bem ao lado. Torci muito por esses dois, é bem capaz de eu ter torcido mais por eles do que pelo casal principal. P.S.7: O que dizer da cena abaixo? 
4) Final

Considero, bom. Foi como deveria ser e claro, bem encaixado de acordo com o contexto de MONSTAR. Claro, esperava mais, porém, mesmo assim posso dizer que curti muito o último episódio. Ainda tenho esperanças de que anunciem uma segunda temporada. Não custa acreditar, não é mesmo?

5) Participações Especiais


As que mais me chamaram a atenção, foram claro, dos meninos do BTOB (apenas alguns, o que foi uma pena), eles interpretavam os integrantes do grupo fictício do Seol Chan, o Man in Black. Ah, SungJae estava lindo aqui, pena que apareceu pouco. 
E no último episódio apareceu No Min Woo como Daniel Park, ele é integrante da banda TRAX e sério, não conheço a banda, mas amei o moço cantando e arrasando no solo.

6) Melhores Cenas 

- Se Yi e Seol Chan no carro


- ABS do BTOB


- Seol Chan abraçando a Na Na (a cara dela foi ótima, kkk)


- Outra que gostei muito foi a cena em que uma determinada ocasião faz a Se Yi e o Seol Chan ficarem totalmente surpresos e preocupados, fiquei aflita nesta cena.
Para entenderem, só vendo o dorama, haha!


- Outras cenas que eu curtia muito eram as que o pessoal imaginava 
como seriam suas apresentações no palco.

- Mas a melhor cena foi: Seol Chan não conseguindo disfarçar seu primeiro amor, haha. Tudo culpa do leite, rsrs.


7) Trilha Sonora

- Covers 

Um dos melhores, sem dúvidas, foi de I AM THE BEST - 2NE1 
(Vejam o TOP 5 delas, aqui). Confiram!


Outro cover que amei foi o de Troublemaker - Hyuna e HyunSeung. Perdi as contas de quantas vezes ouvi essa música nos doramas de 2013, inclusive tocou em Let's Eat (e Doo Joon me fez esquecer como se respira).


A galerinha cantou até Ma Boy- SISTAR. (confiram a partir de 2:32)


 - Outras canções:

Mas MONSTAR não teve apenas canções covers, também temos a própria trilha sonora original do dorama. Com músicas incrivelmente boas. Uma das que mais gostei (cantada logo no primeiro episódio) e tenho até hoje no celular: Past Days , interpretada pela Ha Yeon Soo, Junhyung e os garotos do BTOB.


Temos também a linda Atlantis Girl:


Mas a minha preferida sem sombra de dúvidas, é Light Sleep, interpretada pelo Junhyung. P.S.8: Que rap perfeito foi esse, gente?


Ah, confiram também Don't Make Me Cry e First Love (Junhyung e BTOB), 
para ouvir a OST completa clique aqui.

Espero que tenham gostado da resenha, e claro, não deixem de conferir MONSTAR!


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Topo