Menu

~KPOPANDO: Agosto


E finalmente aqui está! Eu ouvi um aleluia? Acho que ouvi sim! Após um atraso do tipo "obra de prefeitura", trago hoje o post com tudo que rolou no kpop no mês passado, então cheguem mais, desculpem a blogueira pela demora e desfrutem do ~KPOPANDO: Agosto!

LIVIN' IT UP - MONSTA X



O primeiro vídeo do mês é o lançamento japonês de Livin' it up do Monsta X e eu realmente curti. A construção do vídeo e estética lembram muito os conceitos já utilizados pelo grupo em comebacks anteriores, portanto é meio que impossível não curtir esta faixa aqui. Confiram porque vale a pena!


Secret Queen Makers (Mini Drama) [K-Drama]


E se eu resenhei a primeira temporada deste mini drama, não seria diferente com a segunda né?! Então, cheguem mais para conferir o post sobre Secret Queen Makers, o qual será bem rapidinho mesmo, afinal como o drama é curtinho, se eu falar demais vocês nem terão o que assistir...


Sinopse: Secret Queen Makers é um mini drama de 7 episódios que conta a história de uma garota que passa por uma transformação de beleza graças à ajuda de 6 homens misteriosos. Esse drama é a segunda temporada de "7 first kisses".
Gênero: Romance, Fantasia
Nº de Episódios: 07 (aproximadamente 15 min cada um)
Ano: 2018
Onde Encontrar: EXO Planet

- Enredo: É propaganda, mas tem ~oppas!

A segunda temporada de 7 First Kisses intitulada Secret Queen Makers foca na história de Ahn Gong Joo (Go Won Hee - Eulachacha Waikiki), uma guia turística retraída e com baixa autoestima que ganha a oportunidade de ter uma transformação. Em um trabalho como guia para turistas chineses na loja de departamentos Lotte Duty Free, ela encontra um homem, após uma conversa e despedida, percebe que a mala que carregava foi trocada. Ao ir atrás deste desconhecido para recuperar sua mala, ela se depara com uma nova oportunidade para ser mais confiante sobre sua aparência, sendo que para isso enfrentará memórias que sempre desejou esquecer. Ao contrário da primeira temporada, eu achei esta aqui melhor, há um leve tom de crítica social sobre padrão de beleza, e sobre uma garota que está precisando de uma dose de autoestima e irá adquiri-la a partir de experiências com homens misteriosos. É um mini drama para propaganda da marca, mas que consegue ser fofo e gostosinho de ver, é tão rapidinho que você nem perceberá passar. Eu só senti que faltou algo, sabem? Gostei, mas esperava algo mais, sei lá... Entretanto, não me arrependo de ter visto e recomendaria sim para vocês dorameiras, principalmente para as fãs dos moços que aparecem neste especial.

Untouchable [K-Drama]


O principal motivo para eu decidir ver este dorama foi o fato de Jin Goo estar no elenco, afinal desde Descendants of the Sun eu desejava ver algum outro drama com ele. Eis que temos aqui uma trama sobre uma família poderosa que esconde vários segredos e domina economicamente uma pequena cidade, porém um dos membros desta decide se vingar da mesma após a morte de sua esposa, e a partir daí temos um daqueles jogos de poder do tipo inteligente.


Sinopse: Há três gerações, a poderosa e corrupta família Jang controla a cidade de Bukcheon. O atual chefe da família é Jang Beom Ho, e seu filho mais velho, Jang Ki Seo, o qual segue os impiedosos e violentos passos de seu pai em todos os meios necessários para manter seu domínio sobre a cidade. O filho mais novo, Jang Joon Seo, decide seguir uma vida mais nobre e se torna detetive de polícia. Quando sua esposa é assassinada, Joon Seo decide fazer de tudo para chegar à verdade sobre a morte dela, mesmo que isso implique em trazer à tona os segredos mais sujos de sua poderosa família.
Gênero: Mistério, Melodrama, Ação
Nº de Episódios: 16
Ano: 2017 - 2018
Onde Encontrar: Viki (online), Kingdom Fansubs (download/online)

- Enredo: Um jogo de poder familiar.

Como diz aí na sinopse, a trama gira em torno da poderosa família Jang, uma família que controla a cidade de Bukcheon, controlando de modo político e econômico todos os recursos da cidade, justamente por possuir uma grande empresa e o chefe desta família ser o atual prefeito. Dentre os filhos do prefeito Jang Beom Ho, o mais velho, Jang Ki Seo, seguiu seus passos e deseja tornar-se tão poderoso quanto seu pai, pretendendo assumir o controle da cidade um dia. O mais novo, Jang Joon Seo decidiu sair da cidade e deixar toda a sua família para trás, decidindo tornar-se detetive e chegando até mesmo a construir uma nova família ao casar-se com uma mulher que conhecera e por quem se apaixonara. Entretanto, inesperadamente a esposa de Joon Seo sofre um acidente, o qual está envolto em muitos mistérios, ele investiga e descobre que sua família está envolvida na morte de quem amava, então decide voltar para sua antiga cidade e vingar-se de sua própria família. O que Joon Seo não esperava era que voltar ao seu antigo lar lhe traria diversas mágoas não superadas, além de inúmeras situações que o fariam desejar cada vez mais vingar-se do assassino de sua esposa, mesmo que para isso precisasse lutar com seu próprio irmão. 

Basicamente, Untouchable é uma trama sobre uma família poderosa que têm seus próprios problemas, uma batalha inteligente entre irmãos que por estarem buscando seus propósitos acabam ficando no caminho um do outro. Será que o laço fraterno falará mais alto? Esta é a questão. Até que ponto uma irmandade pode resistir? Eu curti o dorama e até fiquei surpresa com isso pois se o drama promete treta, eu automaticamente aumento as expectativas a um nível surreal, porém com este título especificamente consegui me conter e mesmo, em certo ponto da trama, com o desenrolar da mesma apresentando uma certa lentidão, no geral, isso não me incomodou a ponto de me fazer gostar menos dele. Eu gostei principalmente da abordagem do enredo em mostrar como o poder centralizado em apenas uma mão, neste caso, da família Jang pode acabar mudando drasticamente a vida de várias pessoas. Recomendo este título para quem gosta de enredos inteligentes com doses de política, jogos de poder, corrupção e tragédia familiar, além de pitadas de vingança, quem curte tramas mais clichês não irá curtir este aqui, acho. Mas considero que esta é uma dica interessante para quem quer conferir um enredo diferente dos costumeiros "tretosos" com os quais estamos acostumados, afinal a "treta" de Untouchable é abordada de modo mais conciso e inteligente, sem grandes reviravoltas ou plot twist mas no final, tudo se encaixa e faz sentido, por isso, eu curti o dorama.

Violet Evergarden [Anime]


Saindo um pouco do mundo dos doramas, hoje decidi comentar sobre um anime que me conquistou, mais precisamente o famoso "Full Metal Saber". Haha' Brincadeiras à parte, temos aqui a jornada de Violet para entender seus próprios sentimentos e o modo como ela os descobre é através de inúmeras experiências que compartilha com outras pessoas, as quais a fazem se deparar com dor, tristeza, empatia e principalmente, amor. Conheçam mais sobre este excelente anime agora.


Sinopse: A história acompanha uma garota conhecida com "a arma", que perdeu seus braços na guerra, e agora está passando por uma android autônoma, fazendo serviços a pessoas diferentes, nas situações mais adversas, enquanto vai se tornando gradualmente mais humana. 
Gênero: Drama, Fantasia
Nº de Episódios: 13
Ano: 2018
Onde Encontrar: Netflix (online), Animes Telecine (download/online)

- Enredo: Uma autômata de automemórias.

Violet Evergarden é baseada em uma light novel de mesmo nome escrita por Kana Akatsuki e ilustrada por Akiko Takase, a qual eu ainda não li, mas quem leu pode ficar à vontade para comentar o que achou. Quando pesquisava para o post, encontrei comentários que mencionam as diferenças entre a light novel e o anime, mas como não li a outra versão irei apenas escrever sobre a versão animada e não fazer comparações, okay?! Então, na trama Violet cresceu servindo como uma arma, uma verdadeira assassina a sangue frio, treinada e usada apenas com a finalidade de matar os inimigos durante a guerra de seu país. Após uma missão de sua equipe militar na etapa final da Guerra, ela sofre um grave acidente e perde seus dois braços, além de perder contato com seu respeitado superior e a quem seguia fielmente sem questionar ordens, Major Gilbert. Durante sua fase de recuperação, Violet decide implantar automails no lugar dos braços que perdera e segue o caminho de um conhecido de seu Major, partindo com ele para uma cidade na qual o mesmo possui um estabelecimento de serviços de postagens um tanto quanto diferente. Os clientes entram em contato com este serviço postal com o objetivo de escrever cartas para parentes distantes ou até mesmo amantes com quem perderam contato durante a Guerra, em alguns casos, as cartas são destinadas para os que ainda estão afastados presos nas zonas de conflitos em países que continuam em guerra. Violet não consegue esquecer as últimas palavras que o Major lhe disse antes de separar-se dele, e como ele ainda não entrou em contato com ela e apenas, supostamente, enviou um conhecido para cuidar dela por um tempo, ela decide juntar-se ao serviço postal. O que Violet não esperava era a dificuldade para tornar-se uma autômata de automemórias, profissionais que, na trama, precisam ouvir seus clientes e transcrever os sentimentos destes em palavras, transformando-os assim em cartas. Como Violet crescera apenas seguindo ordens, sendo usada como uma arma e jamais sendo tratada com um ser humano, ela não possui qualquer entendimento do que sentimentos significam, muito menos compreende o que o Major lhe dissera na última vez que se viram. É com base nisso que o enredo se firma, mostrando a jornada da Violet para descobrir o significado das palavras do Major e todo o sentimento por trás delas.

PAUSE: Agosto


Eu sei que vocês estavam esperando outro post hoje, mas infelizmente não consegui terminar a tempo e como não queria deixá-los sem algo musical, decidi adiantar esta categoria aqui, então vamos logo conferir a playlist PAUSE de agosto! o/


1) EGOTISTIC - MAMAMOO. E claro que não seria diferente né?! Quem ocupa a primeira posição são as rainhas dos vocais, o grupo MAMAMOO e se você ainda não conhece, aproveita a oportunidade e clica no play!



♫ Você pensa apenas em você mesmo
Como se fosse algo racional
Eu estupidamente tento me ajustar
Me fazendo ficar entediada, fazendo me sentir sozinha
Eu não tenho nada para dizer, vá embora
O que tem mais para explicar?
Ficar com raiva de você só me deixa exausta
Você só faz o que quer ♫

Topo