Menu

Hospital Ship [K-Drama]


A resenha de hoje é sobre um dorama médico, o qual me cativou e ao mesmo tempo, desanimou ao decorrer dos episódios. Pode-se dizer que este enredo teve seus altos e baixos, não sei o que vocês acharam de Hospital Ship, mas eu senti que a trama poderia ser beeem melhor. E vocês? Acharam isso também? Desde já, os convido para comentar e assim trocarmos opiniões, vamos lá!


Sinopse: Esse drama retrata a história de jovens médicos que prestam serviço médico para os moradores de uma ilha através de um navio/barco.
Gênero: Médico, Drama, Romance
Nº de Episódios: 40 (aproximadamente 30 minutos cada)
Ano: 2017
Onde Encontrar: Kingdom Fansubs (download/online); DramaFever (online)

- Enredo

Hospital Ship conta a história de médicos que prestam serviço em um navio hospital, navio este que visita ilhas isoladas, permitindo assim que estes médicos examinem e tratem dos habitantes destas ilhas. Tudo começa quando a médica cirurgiã renomada Song Eun Jae é transferida para este navio hospital devido a um evento específico, lá ela assume a posição de cirurgiã do navio, sendo a única da tripulação capaz de realizar cirurgias de emergência. Além da tripulação que toma conta da parte física do navio, reparos nele e etc, temos também o grupo que constitui a equipe médica, a qual é responsável por tratar dos pacientes. O navio hospital funciona basicamente como uma clínica médica, servindo para consultas ao dentista, clínico geral, realização de exames e até mesmo, consultas com médico especialista em medicina oriental, sendo a acupuntura um dos ramos abordados na trama. Como podem perceber o dorama tem uns diferencias bem interessantes, e justamente por isso, eu pensei que seria uma trama médica boa de se acompanhar. Porém, acabei não curtindo completamente, sou fã de doramas médicos mas alguns pontos do enredo não me agradaram, e o enredo como um todo teve altos e baixos a meu ver. O ritmo bom não conseguiu ser fixo, alguns episódios tinham acontecimentos impactantes, interessantes e que conquistavam o telespectador, mas outros eram apenas, "normais". Ao decorrer da resenha apontarei os pontos negativos que me fizeram não curtir por completo o dorama mas também os positivos, os quais não me deixaram colocar o título na lista de droppados - a qual está pequena, e acho isso bem estranho! Hahah'.

~KPOPANDO: Novembro


E eis aqui a listinha com os lançamentos de novembro, teve de tudo um pouco, baladinhas românticas, integrantes versão cadáver, mocinhas assustando entregadores de pizza, uma parceria maravilhosa em um certo projeto que já deveria ter acabado e "microfone remix"... Confiram aí!


LIKE WE USED TO - THE ROSE



Por algum motivo que eu nem sei qual, eis que esta faixa entra na edição deste mês (sim, eu esqueci de panfletar os moços em outubro *cof cof*), quando o single sai entre o último dia do mês e o primeiro do próximo mês, fico confusa com o fuso-horário, gente. Pois bem, THE ROSE na minha mais humilde opinião não superou Sorry com esta faixa mas ela é legal sim e merece ser ouvida. Uma das coisas que mais gostei no vídeo é a fotografia em si, nada de anormal mas me encantou muito! <3

Hwarang [K-Drama]


Hoje venho comentar de um dorama que acabou me surpreendendo, não pela excelência mas sim pelo fato de ser o sageuk (drama histórico) menos sageuk que eu já vi! É claro que o título não foi de todo ruim, algumas coisas eu até gostei e vou tentar comentar aqui no post de maneira clara tudo que achei de bom e ruim.


Sinopse: Série de drama que retrata a história de Hwarang, um grupo de elite de jovens do sexo masculino durante o Reino de Silla.
Gênero: Histórico, Romance, Drama, Comédia
Nº de Episódios: 20
Ano: 2016/2017
Onde Encontrar: Kkulbeol Dramas (download/online), Viki (online), DramaFever (online), Kingdom Fansubs (download/online)

- Enredo

A trama de Hwarang pelo que me pareceu à primeira vista era para contar sobre o Rei Jinheung, claro que com toda aquela "licença poética" sobre os fatos históricos. Para quem não sabe, este rei foi importante na história da Coreia do Sul devido as suas conquistas e no início do dorama pensei que era este o caminho pelo qual a trama seguiria. Entretanto, o personagem do rei foi praticamente um secundário e o enredo focou-se na jornada de vida de outro personagem, o Sun Woo. Até aí tudo bem, afinal o erro seria meu por entender errado a premissa do título mas acabou que o desenrolar do drama não foi tão impactante e interessante quanto achei que seria. Não sou especialistas em sageuks mas todos os que tenho visto sempre possuem no enredo fortes tensões políticas, reviravoltas e muita, muita "treta", o que tivemos de menos em Hwarang. E este foi justamente o motivo de eu achá-lo apenas um dorama morno que poderia muito bem se passar numa época mais atual e não em período histórico. Apesar de tudo isso ter tornado o drama menos do que deveria ser, optei por observar os outros aspectos do enredo e até que gostei destes.

***

Após essa explicação sobre como o enredo não atendeu às minhas expectativas, posso comentar o que realmente você verá neste título. Segue-se a história de Sun Woo, um camponês que com seu melhor amigo Mak Moon chega à cidade de Silla em busca da família perdida deste. Porém, Mak Moon acaba vendo o rosto do Rei Jinheung, o sucessor do trono que tem se mantido escondido por ordem da rainha, então Mak Moon é assassinado. Sun Woo posteriormente assume a identidade do amigo para poder entrar na seleção dos Hwarangs, uma espécie de "soldados" que sob ordens da rainha serão o novo futuro de Silla. Sun Woo é aceito como hwarang e vê nesta oportunidade a chance de encontrar o Rei escondido e vingar a morte de seu amigo. Enquanto isso é obrigado a viver como um hwarang, passando por treinamentos teóricos e físicos, e aproximando-se cada vez mais da irmã de seu amigo morto, a Ah Ro. Em contrapartida, o rei escondido, Jinheung assume uma identidade falsa e passa a viver como o hwarang Ji Dwi para adquirir poder e provar para a rainha e a si mesmo que é capaz de assumir o trono.

PAUSE: Novembro


Iniciando dezembro, toquem os sinos! Eis que chegou a hora de comentar sobre as canções mais ouvidas pela blogueira aqui em novembro. Como perceberam, o ~KPOPANDO irá atrasar, tentarei terminar o post o mais rápido possível, então aguardem pacientemente, enquanto isso, vamos ouvir esta playlist, que tal?!


1) On a Day Like This - DRAIN. Quem acompanhou meu surto na resenha de Age of Youth 2, sabe que eu me apeguei loucamente a esta segunda temporada do dorama e sigo tentando superá-lo. Consequentemente, a OST dele grudou na minha playlist e olha, tá difícil sair, ouçam esse hino e aproveito para deixar minha forte recomendação, praticamente, uma intimação: Vão ver Age of Youth porque esse dorama é maravilhoso e duas temporadas não foram suficientes, aguardo confirmação da terceira! #AgilizaAíJTBC! 



♫ Em um dia como esse
Eu vou ficar com você
Sob o céu azul
Eu vou ficar com você (...)
A paisagem tremulante é
apenas nossa história
A tempestade que vem
Se tornou apenas outra música ♫

While You Were Sleeping [K-Drama]


E hoje finalmente consegui finalizar a resenha deste dorama, um dos meus favoritos do ano e da vida de dorameira. Olha, nem sei por onde começar a escrever esta resenha, só sei que provavelmente ela ficará um pouquinho talvez muito grande então não se assustem, okay?!


Sinopse: Nam Hong Joo é uma jornalista desempregada que vive com sua mãe e não se preocupa muito em encontrar uma ocupação remunerada. Em vez disso, ela passa seu tempo admirando e tietando Jung Jae Chan, um promotor público em início de carreira que está rapidamente ganhando notoriedade no meio legal. Quando Hong Joo começa a ter sonhos estranhos que mostram coisas ruins que podem acontecer em um futuro próximo, ela decide pedir ajuda a esse mesmo Jae Chan. Apesar de sentir incomodado pela presença da irritante Hong Joo, Jae Chan não tem outra escolha a não ser fazer tudo o que estiver ao seu alcance para impedir que esses pesadelos se tornem realidade. Será que essa dupla improvável conseguirá agir a tempo de salvar as vidas dessas pessoas?
Gênero: Romance, Sobrenatural, Thriller
Nº de Episódios: 32 (aproximadamente 30 minutos cada um)
Ano: 2017
Onde Encontrar: Kingdom Fansubs (download/online); Fighting Fansub (download/online); Viki (online)

Como eu não conseguirei comentar deste dorama da maneira como geralmente faço aqui no blog em outras resenhas, eis que neste post farei diferente e jogarei na cara de vocês /bem na cara mesmo! Hahah' 10 motivos pelos quais vocês deveriam, imediatamente, iniciar este título. Sério gente, vocês deveriam ver este dorama!

1) Enredo: Um HINO em forma de dorama!

A trama de While You Were Sleeping gira em torno de uma moça chamada Nam Hong Joo, a qual está desempregada e ajuda sempre que pode no restaurante de sua mãe. Hong Joo tem uma habilidade improvável, ela vê o futuro de pessoas desconhecidas em seus sonhos e mesmo não sabendo o porquê desse dom, desde pequena tenta conviver positivamente com ele. Ela começa a sonhar com um homem até então desconhecido e percebe que ele terá grande participação em sua vida de um determinado momento em diante, e inesperadamente, no mesmo dia após o sonho, descobre que o homem com quem sonhou é agora seu vizinho que acabou de se mudar para o bairro. Hong Joo não perde tempo e começa a cercar o homem chamado Jung Jae Chan, um promotor que está iniciando sua carreira na promotoria e à primeira vista, a acha uma louca. O fato é que essa "perseguição" da Hong Joo faz com que os dois se aproximem e após um sonho, Jae Chan passa a se preocupar com a louca de sua vizinha. Sem nem perceber, ele está de alguma forma tentando impedir o acontecimento visto em seu sonho, ao mesmo tempo em que Hong Joo também está tentando impedir algo que viu em seu sonho. Como perceberam, os dois protagonistas começam a ter sonhos premonitórios e isso não é spoiler, meu povo! Acontece nos primeiros episódios. A partir daí, Jae Chan e Hong Joo se unem para tentar parar os eventos infelizes vistos em seus sonhos, mas não sabem que pequenas alterações podem mudar o fluxo do destino completamente e acarretar em outros tipos de problemas.

***

Pode parecer que o enredo é apenas mais um daqueles com toques de fantasia e de pessoas que veem o futuro e tentam impedir certas tragédias, mas While You Were Sleeping tem seu diferencial, não apenas em como os casos nos quais os protas se envolvem para tentar impedir são contados, mas também em o porquê deles verem o futuro e estarem de certa forma, ligados um ao outro. E olha, uma das coisas mais incríveis que pude perceber neste enredo foi justamente a ligação que a autora fez em todos os pontos, cada personagem tem seu significado e importância, os casos investigados pela promotoria, principalmente pelo Jae Chan, tem também grande relevância e até mesmo, a história dos protagonistas. É tudo muito bem amarradinho e interligado, o que prova que o enredo foi muito bem planejado do início ao fim, tudo tem ligação. Eu sinceramente, AMEI esta trama por sua riqueza nos detalhes e simplicidade, por seu modo único de contar uma história fantasiosa, em como abordou um possível triângulo amoroso destacando o romance principal, na capacidade de relacionar casos com personagens secundários dando significativa relevância para eles, foi tudo muito bem encaixado. Um verdadeiro HINO doramático que todos deveriam ver, deveriam assistir e prestar atenção nas mensagens transmitidas e nas dicas sobre o que é a vida e como deveríamos vivê-la. Este dorama mostrou através de seus casos que algumas pessoas estão destinadas a algo, seja bom ou ruim, e mesmo quando se trata de algo ruim, nada está tão definido que não possa ser alterado. Com uma mínima mudança em uma escolha pessoal, podemos mudar todo um contexto, podemos com nossas ações impedir algo, talvez não possamos impedir o acontecimento em si mas podemos tentar fazer com que ele tenha menos consequências negativas do que previsto inicialmente. Um dos melhores enredos do ano e que me deixou mensagens captadas com o coração, um daqueles enredos que guardarei com muito carinho na memória de dorameira. E deixo aqui registrado que sou oficialmente fã da autora deste dorama, Park Hye Ryun é realmente uma talentosíssima escritora e mais uma vez, me encantei com seu trabalho. Para quem não a conhece, além deste título aqui, ela também foi responsável por Pinocchio (um dos meus favoritos da vida!), I Hear Your Voice e o mini drama excelente Page Turner, então recomendo que vejam esses também!

Topo