04 setembro, 2015

Two Weeks [K-Drama]


É um verdadeiro prazer resenhar este drama, com um roteiro fantástico, está na lista na minha lista "favoritos" , um dos que super recomendo. Se você ainda não deu uma chance para esta trama, sugiro que o adicione à sua listinha e o coloque logo nas primeiras posições, afinal, dorama bom/ótimo/incrível/ , merece ser visto. Lhes apresento:

Two Weeks



Sinopse: Jang Tae San costuma viver sua vida do jeito que bem entende, sem responsabilidades. Certo dia, descobre que é o único compatível com Soo Jin, uma garota que precisa urgentemente de um transplante de medula óssea. Mas, após ser acusado de assassinato é obrigado a fugir tanto da polícia quanto dos que o incriminaram. Agora, Tae San tem duas semanas para provar sua inocência e se manter sadio antes da cirurgia que poderá salvar a garota que descobriu ser sua filha.
Gênero: Crime, investigação, ação
Ano: 2013
Nº de Episódios: 16
Onde encontrar: Siwon Fansubs (para download - necessário cadastro) , Viki (online)

Como perceberam pela sinopse, originalidade não falta em Two Weeks. Tae San descobre que tem uma filha de 8 anos, a qual não sabia da existência até então, a garota precisa de um transplante de medula óssea para continuar vivendo, ele faz o teste de compatibilidade de o resultado é positivo, assim torna-se o possível doador para Soo Jin . O problema é que ele foi acusado de um assassinato que não cometeu e agora precisa provar sua inocência, ao mesmo tempo em que tem que fugir da polícia (sendo o detetive responsável pela investigação o Seung Woo que é noivo da In Hye - mãe de Soo Jin), e dos homens que pretendem matá-lo por achar que em suas mãos, há uma prova que incrimina o verdadeiro responsável pelo assassinato, enquanto isso, deve se manter sadio, sem nenhuma infecção pois é o único compatível com a menina, o único que pode salvá-la.

Assim, embarcamos junto com Tae San em uma batalha contra o tempo, com muitas reviravoltas e surpresas, o drama consegue ter um ótimo ritmo e prende o telespectador de uma maneira inexplicável. 
Confiram as razões pelas quais vocês deveriam dar uma chance para esta trama:

1) Roteiro totalmente original e surpreendente

Fui totalmente cativada por este drama simplesmente pelo fato de ser uma história tão incrível e original. As surpresas que vão surgindo, só contribuem para o excelente ritmo da trama, quando menos se espera, algo surge e nos traz uma reviravolta fascinante.

O melhor do enredo é o fato de ser imprevisível, não tem como acertar alguma hipótese, a roteirista So Hyeon Kyeong fez um ótimo trabalho assim como em 49 Days (outro drama muito bom), coloco Two Weeks na lista de melhores roteiros doramáticos já feitos. Não posso falar muito se não é capaz de eu soltar dezenas de spoilers (rs), aí perderia a graça, afinal, o melhor deste dorama é o quanto o telespectador é surpreendido a cada episódio.


2) Ótimo protagonista = Jang Tae San

Jang Tae San é sem dúvidas, um daqueles personagens principais que merecem menções infinitas em qualquer lista de "melhores protagonistas". O moço inicialmente, nos mostra seu lado irresponsável, vive em boates, com um único emprego fixo em uma loja de penhores. Após um encontro inesperado com a In Hye, descobre sobre sua filha e marca o dia da cirurgia em que fará a retirada de sua medula. Sua ex guarda mágoas dele e conta que disse à garota que seu pai estava morto, afinal, seu noivo Seung Woo a trata como se fosse mesmo sua filha, então segundo In Hye, sua menina não precisa saber a verdade, não neste momento. Tae San por ironia do destino acaba encontrando a garota e passa a olhá-la a partir de outra perspectiva.


Com a cirurgia marcada, ele recebe uma ligação que mudaria sua vida. Após ir a um determinado local, acaba sendo atingido por trás e ao acordar está ao lado do corpo de Oh Mi Sook, a polícia aparece e o prende. Depois de um longo interrogatório e um determinado acontecimento na cela da delegacia, o moço é levado para o carro responsável por transferi-lo para o Ministério Público, no caminho, um acidente ocorre e Tae San vê a oportunidade de fugir. Assim, começa a verdadeira aventura do nosso querido protagonista. 


Enquanto tem que fugir do noivo da In Hye e do verdadeiro assassino da Mi Sook que mandou alguém para matá-lo, nosso protagonista tem a difícil missão de se manter sadio, sem qualquer ferimento que possa infeccionar. Sinceramente, eu ficava muito agoniada com tudo que o novíssimo papai tinha que enfrentar, achava esta uma missão quase impossível. O que esta criatura sofre não é brincadeira, pessoas. 



Em sua fuga, Tae San impressiona diversas vezes, seja com suas ações inesperadas ou com sua inteligência, ele consegue fazer o telespectador montar uma verdadeira torcida organizada para gritar incentivos em cada episódio. Melhor ainda é o fato da roteirista nos mostrar sua infância e razões as quais o levaram  a agir de tal maneira anos atrás, quando a In Hye estava grávida, se preparem para se surpreender. 


O personagem conseguiu cativar e ser bem próximo da realidade, o que aumentou ainda mais a carga de originalidade de Two Weeks, afinal, quando amor está em jogo, o ser humano é capaz de fazer de tudo. O que um pai seria capaz de fazer por sua filha? Ainda mais uma que depende totalmente dele e de sua saúde? Acreditem. Tae San tem plena consciência do que deve fazer e será capaz de tudo para no fim salvar sua Soo Jin. O ator (Lee Joon Gi) atuou tão bem, sempre que vê-lo em qualquer drama a partir de agora, lembrarei de seu personagem aqui e estará guardadinho em meu coração.


3) Uma filha que todo mundo gostaria de ter

Como não amar a Soo Jin? Uma menina fofa, inteligente e incrivelmente cativante. Mesmo com sua grave doença, demonstrava alegria e muitas vezes era ela quem consolava sua mãe. Soo Jin é o tipo de personagem mirim que o telespectador gostaria de trazer para a realidade. 

Onde se encontra uma criança tão compreensível assim? A espertinha sabia que Tae San era seu pai desde a primeira vez que o viu (querem saber como ? Só vendo o dorama, haha!) e claro, foi falar com o papai que se derreteu todo. Ao decorrer dos episódios, ela nos mostra fielmente o quanto uma criança é pura e inocente, porém, também esperta. E obediente. Sua obediência até a salvou em uma certa ocasião, rs. Nem preciso mencionar o quanto a atriz Lee Chae Mi foi perfeita, concordam? (rs
Um amorzinho essa menina! <3 


4) Detetive Im Seung Woo

Outro personagem que só contribui para a ótima trama. Seung Woo é noivo da In Hye e responsável por capturar o Tae San, imaginem a confusão que isso dá. Afinal, o rapaz realmente considera a Soo Jin uma filha e faria o possível para salvá-la, mas a questão é que o possível doador para sua enteada é na verdade, um fugitivo e suspeito de assassinato, o que só complica a vida dele. 
Eu gostei muito dele, seus sentimentos eram tão sinceros e verdadeiros,  de certo modo cheguei até a ficar em dúvida sobre para quem deveria torcer. Seung Woo sempre esteve ao lado da In Hye nos últimos quatro anos, fez muito pela moça e sua filha, por isso, merece muitos créditos, se o Tae San não tivesse apresentando tantas razões para suas ações, teria torcido para o querido detetive de plantão. Assistam, só assim para entender quão carismático este personagem é. 

P.S.: O ator (Ryu Soo Young) tem um abs: wow! Pena que não deu para ver totalmente.

5) Procuradora Park Jae Kyung (Kim So Yeon)

A procuradora responsável por acompanhar o caso do suspeito Tae San é uma mulher incrivelmente determinada. Inicialmente, Jae Kyung só pensa em capturar o fugitivo e colocá-lo atrás das grades devido a culpa que sente em relação à morte da Mi Sook , sua fiel amiga. Ao decorrer dos episódios, ela passa a investigar mais profundamente o caso e assim ajudar o Tae San, descobrindo que ambos tem um inimigo em comum. Por causa desse inimigo, seu pai morreu alguns anos atrás e até então ela não conseguiu provas suficientes o incriminar, porém, agora tem uma nova oportunidade e fará de tudo ao seu alcance para enfim obter sua vingança. 


6) A representação fiel de uma mãe

Seo In Hye é a nossa querida mocinha, mãe da Soo Jin, ex do Tae San e futura esposa do Seung Woo. Envolvida completamente entre os três, ela só consegue pensar em uma única coisa: salvar sua filha. Este é o único motivo que a fez procurar o Tae San após 8 anos, mesmo com toda sua mágoa, decide ir atrás da única pessoa que poderia dar uma chance para sua menina continuar vivendo. Nossa protagonista feminina é uma verdadeira mãe, sempre ao lado da filha durante o tratamento e tentando ao máximo ser forte. Gostei muito dos flashbacks que apareciam mostrando como ela segurou a situação quando foi abandonada pelo Tae San, se mostrou determinada a fazer o melhor o que pudesse para garantir uma boa vida para a Soo Jin. O que qualquer mãe faria em uma situação como essa. A atriz realmente emocionava, tanto nas cenas felizes quanto nas dramáticas em relação aos momentos de aflição com a Soo Jin e o Tae San, palmas para a Park Ha Sun.

7) Relações : Mãe e filha / Pai e filha

Como mencionei antes, In Hye era uma mãezona e sua filha, muitas vezes tão madura que até assustava, rs. Ambas juntas, garantem lindas cenas, mostrando a mágica relação mãe e filha, eu amava as cenas das duas, eram de fazer pensar "quero uma filha dessa" , "quero uma mãe dessa" (eu tenho uma mamãe assim <3) , muito fofas juntas. ♥ 

Mas os verdadeiros astros neste drama foram, claro, Soo Jin + Tae San. Os dois ficavam tão lindinhos juntos que a produção deu até um jeito de aumentar a cena entre eles no drama. Toda a jornada do Tae San é para poder salvar sua filha e sério pessoas, impossível não se encantar com a determinação do rapaz. Torci horrores para que ele conseguisse, bastou um encontro para o coração do nosso protagonista se derreter pela pequenina Soo Jin, a menininha a qual ele nem sabia que existia mas que poderia ser salva por ele. A relação dos dois demonstram o quão forte pode ser um laço entre pai e filha. Esses dois também emocionaram, e muito! *-* 


8) Vilões interessantes

Com personagens bonzinhos tão cativantes, era mais que justo os vilões serem detestáveis, do tipo que não conseguiríamos ter qualquer pena após suas más ações. Foi justamente assim. O Moon Il Seok (Jo Min Gi) e a Jo Seo Hee (Kim Hye Ok) são uma dupla incrivelmente perfeita para a trama. Ambos tem suas próprias razões para tentar impedir a procuradora Park de descobrir a verdade por trás do caso do Tae San. Se preparem para grandes surpresas, pois nossos antagonistas conseguem ser ambiciosos ao extremo e retratam um dos grandes defeitos da humanidade quando em excesso: a ambição. 

9) Personagens Secundários e suas contribuições

Temos muitos outros personagens interessantes e que ajudam a montar um cenário consistente para a trama. Como o grande ajudante da Procuradora Park, o Sang Hoon (Yoon Hee Seok), a equipe da polícia que trabalha com o Seung Woo. Ah, e o enviado do Moon Il Seok para perseguir o Tae San: Kim (Song Jae Rim), o cara era um verdadeiro assassino profissional e suas habilidades eram incríveis, protagonizou muitas lutas com o Tae San, o que me conquistou (como vocês perceberam na resenha de Hidden Identity, gosto de uma boa cena de luta/pancadaria/chutes/pontapés/ e tudo mais), rs). O legal é que a roteirista adicionou uma história para este personagem, podemos entender como ele foi trabalhar com o Il Seok e o motivo de ter se tornado um assassino.

10) Final bem elaborado

Sendo da mesma roteirista de 49 Days, confesso que estava com medo do final deste drama. Não que ache o final de 49 ruim, não é isso, na verdade é um dos mais surpreendentes do mundo doramático. A questão é que após 15 episódios na aflição com o Tae San, montando uma torcida, gritando incentivos, estava apavorada com o que poderia acontecer.

Mas souberam fazer um ótimo trabalho, claro, não fiquei totalmente satisfeita, raramente fico. Acho que todo ser humano doramático é assim, rsrs. A questão é que os assuntos mais importantes foram resolvidos e os personagens tiveram fins dignos, por isso, garanto-lhes: podem assistir com tranquilidade. Hehe!

  • Considerações Finais
- Seung Woo era um fofo. Eu achava muito linda a forma como ele tratava a Soo Jin, parecia ser o verdadeiro pai da garota.


- Flashbacks do Tae San & In Hye: Simplesmente, amava. Torcia para aparecer um em cada episódio, rs. Achava os dois tão lindinhos juntos


- A forma como conectaram todos os personagens é outra coisa que merece ser mencionada: Na minha opinião, é um dos grandes pontos fortes da trama.


  • Trilha Sonora:
Run - Nell ( a música tema: daquelas que você sente vontade de adicionar à sua playlist OST)


The Day You Come - Yoo Seung Woo (muito linda *-*)


Turning - Toxic (outra que merece ir para a playlist e percebi agora que esqueci de baixar, rs)


Acho que Two Weeks deveria estar na lista de todo dorameiro, com uma excelente trama, personagens marcantes e uma OST totalmente encaixável, se torna um dos melhores já feitos. Espero que deem uma chance para conferir este excelente dorama. Até a próxima! (:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Compartilhe