Menu

Good Morning Call [J-Drama]


Após o excelente Suki na Hito ga Iru Koto eis que decidi dar uma chance a outro dorama japonês, então o escolhido da vez foi um produzido pela netflix em parceria com uma emissora japonesa. Então, vamos lá saber do que se trata esse dorama?! Continuem lendo!


Sinopse: Conta a história de Yoshikawa Nao, que no último semestre do ginasial acaba tendo que tomar uma decisão difícil: morar sozinha, por motivo de trabalho dos pais. Até aí, tudo bem, exceto pelo fato de descobrir que o mesmo apartamento que alugou também tinha sido alugado por outra pessoa, Uehara Hisashi, um estudante de seu colégio. No início, Uehara não aceita morar junto com Nao, mas como já é esperado, eles terminam morando juntos e adivinhem... eles acabam se apaixonando.
Gênero: Romance, Escolar, Comédia
Nº de Episódios: 17
Ano: 2016
Onde Encontrar: Netflix Brasil (online)

- Enredo

Como diz na sinopse, Yoshikawa precisa morar sozinha após a mudança de seus pais, os quais precisam ir tomar conta da fazenda da família. Como a garota não queria abandonar seu colégio e amigos decide ficar morando na cidade e aluga um apartamento, porém, ela não imaginava que seria vítima de uma fraude e o apartamento seria alugado por outra pessoa, por coincidência, um aluno popular do seu mesmo colégio. Uehara é o garoto que também assinou o contrato e ambos agora precisam lidar com o fato de alugarem o mesmo local. Sem outras possíveis escolhas, os dois decidem morar juntos já que ambos não tem mais dinheiro para alugar outro local, então, os dois precisam agora conviver juntos e esconder de seus amigos da escola este fato. Good Morning Call tem um enredo clichê e simplório, é aquele típico dorama com base em um shoujo que consegue, na medida do possível, ser legal e bem relaxante de assistir. Não temos grandes reviravoltas ao decorrer dos episódios, mas mesmo assim, tem-se um ritmo bacana e um desenvolvimento apropriado para os personagens. Dorameiros que amam títulos japoneses leves e "relaxantes", com romance bobo, deveriam adicionar este na lista!

- Personagens

Yoshikawa Nao - Fukuhara Haruka

Nao é uma típica mocinha de animes/mangás/ shoujo, é doce e beeeem alvoraçada quando o assunto é romance. Ao descobrir que precisa morar com um garoto, não sente-se imediatamente confortável, porém, ao pensar melhor, enxerga isto como uma boa oportunidade, afinal o mesmo trata-se de um dos mais populares do colégio. A convivência vai aproximando os dois, e mesmo Uehara sendo um típico garoto popular que tenta ser frio, ainda assim, a conquista e logo Nao apaixona-se pelo rapaz.
O que me irritava na Nao é aquela velha mania das protagonistas shoujo de simplesmente aguentarem as friezas dos mocinhos sem nem reclamar ou se defender. Ela me lembrou um pouco a Kotoko de Itazura na Kiss (quem sabe um dia, eu resenhe este título), só que ao contrário do Irie-kun, Uehara conseguia ser menos frio. O chato de personagens assim é que elas simplesmente tentam compreender o mocinho, e mesmo magoando-se ficam esperando eles um dia as notarem, enquanto têm outras oportunidades ao redor. Enfim, esta era a única característica que me fazia sentir irritação com relação a esta personagem, mas as outras qualidades da Nao eram tão consideráveis que acabei lidando com este "defeito" da melhor forma possível. Suas características mais consideráveis envolviam o fato de se importar verdadeiramente com seus amigos e o fato de que quando decidia algo tentava o seu melhor para conseguir, era determinada, outro ponto comum às protas de shoujo(?)

Uehara Hisashi - Shiraishi Shunya

Uehara é aquele comum estudante modelo, inteligente, lindo, popular e frio por dentro. O moço tenta encarar sua nova situação como um caso à parte, considerando que decidiu morar sozinho por causa de seus sentimentos não resolvidos pela cunhada, não poderia simplesmente dar pra trás e voltar a morar com seu irmão e a noiva dele.
Então, aceita morar com a Nao inserindo regras de convivência, tudo para tentar deixar a situação, no mínimo, aceitável. Enquanto a Nao apaixona-se rapidamente por ele, é difícil descobrir quais são os sentimentos verdadeiros do rapaz, tanto pela personalidade fria dele quanto por seu histórico de ser apaixonado pela Yuri, sua atual cunhada.
Uehara não conseguiu ser um protagonista cativante, é um boy que aparenta frieza e estar alheio aos sentimentos dos demais, mas até mesmo outros personagens do gênero demonstraram certa evolução ao decorrer dos episódios, porém ele não pareceu evoluir nitidamente. O rapaz mesmo demonstrando posteriormente seus sentimentos, ainda parecia ser meio oco e isso o fazia parecer um personagem mal construído. Como o Shunya era uma coisinha linda, tive que considerá-lo mas o fato é que outros personagens masculinos da trama eram muito mais cativantes que ele.

Konno Marina (Arai Moe) & Yuichi Mitsuishi (Nagashima Shugo)

Marina e Mitsuishi estudam na mesma escola que a Nao e Uehara, e são os dois melhores amigos dela, passam o dorama inteiro sendo um apoio incondicional para a moça. É impossível não gostar dessa dupla tamanho o carisma dos dois e tudo fica ainda melhor quando eles desenvolvem uma relação mais amorosa. *.*

Shinozaki Daichi - Sakurada Dori

Daichi é um dos garotos populares da escola e além disso, é amigo de infância da Nao. Desde o início, é visível que o garoto tem outros tipos de sentimentos pela mocinha, algo além de amizade, mas infelizmente, a Nao estava ocupada demais olhando apenas para o Uehara.
Daichi é um exemplo de personagem masculino mais carismático e cativante que o protagonista, e confesso, quase shippei ele com a Nao acreditam?! Também, o sorriso do Dori era uma fofurinha, então ficou difícil ignorar o rapaz.

Uehara Yuri - Mori Erika

Yuri é a esposa do irmão mais velho do Uehara, e mesmo sendo incrivelmente animada e divertida, me irritava às vezes. O problema da personagem era que quando tinha desentendimentos com seu marido arrastava a Nao e o Hisashi para a confusão, sendo meio inoportuna. Entretanto, tentei o máximo compreender a personagem, seus receios e inseguranças eram comuns a todo e qualquer ser humano, e apesar de ser bem-sucedida na carreira ainda não sentia-se totalmente confiante do que seu marido sentia por ela, era o lado profissional vs o pessoal atacando a moça. Mulheres sempre sentem inseguranças e a Yuri demonstrou isso. Porém, no geral, foi uma das personagens mais carismáticas, e conseguia divertir, principalmente quando estava bêbada. Hahah'

Abe Jun - Nagasawa Koya

Abe é outro estudante da escola da Nao e posteriormente entra para a turminha. O maluco do Abe aproxima-se da Nao dizendo estar apaixonado mas como tem uma fama de mudar de amor como quem troca de roupa, ninguém nunca acredita seriamente nos sentimentos do rapaz. Ele acaba tornando-se amigo da Nao e posteriormente do Uehara, sendo um dos personagens mais divertidos que constituem a galerinha amiga do casal. Até as expressões faciais do rapaz me divertiam, então fiquem de olho nele!

Issei - Kentaro

Issei surge mais para a metade do dorama, conhecendo a Nao em um certo incidente. Assim, a protagonista começa a trabalhar no restaurante de lámen vulgo miojo - Naruto sempre vai lá com o Iruka-sensei, tá, parei. - que administra com o pai. O garoto tem a paixão e dom para cozinhar, sendo além disso, incrivelmente carismático. Ao lado do Daichi deixou o Hisashi no chinelo quando o quesito era carisma. E além de tudo, ainda foi um fofo do início ao fim, sendo capaz de deixar seus sentimentos escondidos em nome de um bem maior. Agora, me digam! Como não amar esse menino?! Até o sorriso dele é meigo! <3

- Romance beeem "Shoujo"

O romance de Good Morning Call é aquele típico romance de mangá shoujo, como o dorama é baseado em uma mangá seguiu o costumeiro modo de abordagem da relação dos personagens. Como mencionei anteriormente, Nao começa a gostar do Uehara e fica em dúvidas quanto aos sentimentos do rapaz, o qual até onde ela sabia, sempre gostou da Yuri. Nao sente-se insegura e acha que o moço ainda guarda esses sentimentos, então começa a pensar que não teria qualquer chance. 
Apesar da maneira confortável como os atores atuaram, ainda não consegui sentir aqueeela química e não me senti totalmente cativada pelo casal. Ao contrário do que aconteceu em Suki na Hito ga Iru Koto, no qual torci loucamente por determinado par, aqui neste título, me peguei várias vezes pensando se queria mesmo que ambos ficassem juntos. Entretanto, como sabia que não daria outra coisa senão um casal formado por Nao + Hisashi, decidi torcer apenas para que não enrolassem muito e desenvolvessem logo o romance. 
O chato é que mesmo tendo alguns momentos até fofos entre os dois, ainda senti que faltou aquele maior desenvolvimento, uma quantidade maior de cenas fofas entre o casal, o que é essencial em tramas deste tipo. Porém, tivemos uma abordagem bem simples do casal e isso acabou diminuindo o carisma dos dois como par romântico, o que foi realmente uma pena. Conseguiam ser bem profissionais em suas cenas, mas faltou aquele "ar apaixonado", sabem como é né?! Vamos esperar que na possível próxima temporada tenhamos um romance mais shippável!

- Final

O último episódio ficou parecendo um gancho para uma sequência e segundo boatos teremos sim uma futura continuação, então agora é só esperar. No geral, tudo se resolveu e os personagens conseguiram ter seus devidos "fins", se é que será mesmo um fim, muitos deles gostaria que estivessem presentes na segunda temporada. Quanto ao casal principal, gostei da maneira como resolveram certos probleminhas que surgiram na reta final do drama e estou curiosa para saber como as coisas ficarão futuramente. Espero mesmo que tenhamos uma sequência!
- Finalizando: Good Morning Call é um típico dorama clichê, o qual não consegue ter o casal mais shippável do Japão, mas tem um enredo tão simplório e leve, que torna-se relaxante assisti-lo. É uma ótima dica para você que está a procura de algo legal pra ver, para ter meio que uma ressaca doramática depois de algum título surtante que acabou e te deixou deprimida. Se tiver segunda temporada, trarei resenha pra vocês, certo?! Quem curte doramas japoneses irá gostar muito deste aqui por ser aquele título bem básico que sabe contar uma trama de uma maneira que apenas o Japão sabe contar. Espero que tenha curtido a resenha, perdoem qualquer coisa - afinal quando fiz o post estava dodói- e comentem o que acharam deste título. A OST não tem muito destaque, sendo tocada apenas ao término dos episódios, abaixo deixarei o vídeo da mesma. Não esqueçam de comentar o que achara deste dorama. Ah! Gostaram do novo visual do blog?! Espero que sim! Beijão :*



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Topo