Menu

Descendants of the Sun [K-Drama]


E um dos maiores sucessos do ano chegou ao fim e eis que em meio a uma depressão pós dorama amado, trago esta resenha com muito carinho. Não é a toa a explosão de sucesso que foi Dots, com um roteiro magnífico e um elenco perfeito seria até uma ofensa se isso não fosse reconhecido.


Sinopse: Uma história de amor entre o capitão Yoo Shi Jin, que pertence às tropas de paz da ONU, e a doutora Kang Mo Yeon. Devido ao pedido das Nações Unidas, 
eles são alocados na capital de um outro país denominado Urk.
Gênero: Drama, romance, ação, médico
Nº de Episódios: 16
Ano: 2016
Onde Encontrar: Urameshi Downs (download), Meteor Dramas (download),
Viki (online)

É difícil descrever em palavras o quanto surtei, me emocionei, gritei, berrei e amei Descendants of the Sun. Como podem perceber, esse dorama me despertou todos os sentimentos possíveis e olha que há um bom tempo eu não me sentia tão envolvida com uma trama doramática, pelo menos não a ponto de ficar ouvindo a OST e pensando nos personagens. Mesmo ocupada com a correria da vida, eu encontrava uns 15 segundos diários para lembrar dos episódios do drama e ficar remoendo as preocupações. Para tentar organizar as infinitas emoções que Dots me proporcionou farei a resenha por tópicos destacando tudo que eu mais gostei no drama, e preparem-se porque amei tudo então o post será um pouco longo.

- Capitão Yoo Shi Jin (Song Joong Ki)

E o que dizer deste protagonista?! O melhor Capitão da face da Coreia do Sul está aqui. Shi Jin - vulgo: Big Boss - é o chefão de um esquadrão especial denominado Equipe Alpha que pertence à ONU, equipe altamente habilidosa que é enviada para todos os tipos de missões. Desde o início notava-se que o protagonista seria daqueles marcantes, com uma personalidade que não passaria despercebida - o que seria ilógico considerando quem ele era e o que fazia - e com certeza, não passou. Shi Jin é altamente habilidoso como soldado e demonstrou isso em todas as cenas, o cara era tão incrível que chegava a ser quase um super herói - e quem não gostaria deste herói salvando-lhe a vida, não é mesmo?! Após uma confusão na rua que acaba na perda do celular de seu parceiro de time e amigo Dae Yeong, ambos se dirigem a um hospital da região para tentar obter o item roubado, lá, Shi Jin conhece a que se tornaria sua médica particular: Kang Mo Yeon. E este encontro claro, mudaria a vida de ambos definitivamente. A partir daí, temos o nosso primeiro casal formado, e que resultaria em mais e mais cenas emotivas. À medida que a Mo Yeon passa a conhecer o Shi Jin, o telespectador a acompanha, o conhecendo também. E assim o Capitão em muitos momentos exibe seu lado homem normal - homem capitão. O marco do Shi Jin além de sua coragem, é a sua maneira de lidar com as situações de emergência, o cara era simplesmente perfeito. Corajoso, decidido, inteligente e ágil, sempre agindo de acordo com seus princípios, e mesmo tendo que lidar em alguns momentos com ordens não tão aceitáveis de acordo com seu pré julgamento, ele encontrava uma maneira de lidar com tudo e contornar a situação. 

Porém, isso não é tudo. Shi Jin demonstrou o quanto poderia ser frágil e como sua profissão era difícil para um ser humano. Ele também tinha sentimentos então, claro, em algumas ocasiões, ele sentia o peso de seu uniforme e suas decisões, mas seu amor por sua profissão, por seu modo de viver, por seu país, sua pátria, superavam quaisquer sentimentos controversos e ele erguia a cabeça, seguindo em frente. 
O que me deixava mais caída de amores por ele.

O ator escolhido não poderia ter sido melhor: Song Joong Ki. Eu amo esta criatura desde Nice Guy e quando soube que ele atuaria em Dots nem pensei duas vezes e antes mesmo de ler a sinopse do drama já o tinha adicionado na lista. Joong Ki retornou do serviço militar direto para outro exército e cá entre nós, isto foi uma maravilha! O rapaz voltou com um ABS estupendo a ponto de fazer garotinhas despencarem no chão ao vê-lo. Mais alguém quase morreu com aquela cena dele na academia?! O fato é que além de lindo, Joong Ki é um ator incrível capaz de emocionar apenas com seu olhar, e seu personagem só contribui para podermos apreciar seu talento. P.S.: Foram muitos ataques de fangirl e muitos surtos, caí de amores. Alguém me dá um homem desse de presente, pelo amor de Deus!

- O sério Seo Dae Yeong (Jin Goo)

E o secundário também se tornou marcante. Enquanto que em Falling for Innocence, eu pouco dei atenção ao Jin Goo, aqui eu caí de amores pelo rapaz. O que um corte de cabelo não faz, não é mesmo?! Seo Dae Yeong - vulgo: Wolf - me conquistou devido a sua fidelidade em relação ao seu exército, ao seu lado soldado de ser e claro, ao seu amor pela Myung Ju. Ele tentou fugir ao máximo desse amor pois amava também sua farda, seu modo de vida escolhido, e como o pai da moça - que por sinal, era um sargento - não queria vê-la ao lado dele e sim do Shi Jin ou de preferência alguém que não fosse soldado, ele tentava respeitar isto e assim acabava se esquivando da garota.
Porém nada disto impedia a Myung Ju de ir atrás dele e tentar fazê-lo aceitar o que estava sentindo, tentar convencê-lo a parar de ignorar o que sentia e isso só tornava o casal mais shippável. Além de tudo isto, Dae Yeong era outro que brilhava nos momentos em que precisava ser um soldado, demonstrando suas habilidades assim como seu capitão. E se por um lado, Shi Jin era todo risos fora do uniforme, este aqui me fazia gargalhar com sua cara fechada em praticamente todos os momentos, sendo apenas a Myung Ju a capaz de desfazê-lo em sorrisos. 

- Yoon Myung Ju (Kim Ji Won)

E a secundária ganhou meu coração. É até suspeito considerando que sou fã da atriz desde que interpretou a inocente Ma Ji Ui em Gap Dong, mas o que dizer sendo que sua personagem aqui foi tão cativante quanto a anterior?! Myung Ju merece um prêmio pois realmente soube usar e abusar de tudo que tinha em mãos para fazer o Dae Yeong ceder, só eu que gargalhava quando ela utilizava a patente superior para ordená-lo a fazer algo?! Enquanto a Myung Ju demonstrava o quanto uma mulher apaixonada pode ser perseguidora, também provava quão forte e destemida era. 

Sua personalidade era outra característica marcante, entre suas maneiras alegres e modos grossos como as de um soldado, ela encenou perfeitamente uma mulher em um uniforme militar que demonstra poder. Sua amizade com o Shi Jin era até engraçada e bonita de se ver mas nada superou sua rivalidade/posterior amizade/ com a Kang Mo Yeon. No geral, eu gostei muito da Myung Ju, uma mulher forte, determinada e apaixonada. Temos aqui todos os pilares da vida de uma mulher e ela refletiu isto. P.S.²: A moça me deu um baita susto na reta final!

- Kang Mo Yeon (Song Hye Kyo)

Podem estar achando estranho eu mencionar a protagonista apenas agora, mas o fato é que de todos os quatro principais, esta personagem foi a que menos me cativou. Não que eu não tenha curtido a Mo Yeon, pelo contrário, até gostei dela. Em muitos momentos, a médica soube ser fofa, engraçada e digna, agindo de acordo com seu juramento médico, o que merece meu respeito. Porém, no geral achei a protagonista até comum considerando todos os outros três tão fortemente singulares. Mo Yeon não me conquistou tanto quanto os outros, o que pode ser explicado com base no meu problema em geralmente não se encantar com as protagonistas principais, entretanto, isto não muda tudo que a moça foi para a trama e o quanto ela contribuiu para o ar comédia e dramático da mesma. A médica soube ser até corajosa em alguns momentos, tentando ser forte e manter as pernas firmes em situações que abalaram seu emocional, está aí o motivo de eu ter sido conquistada mesmo que pouco.
A atriz merece meus elogios pois quando precisava emocionar o fazia tão bem que seus olhos cheios de lágrimas me causavam um aperto no coração - principalmente no episódio 15. Com uma personalidade simples porém carismática, Mo Yeon pode não ter me conquistado totalmente mas mesmo assim merece uma colher de chá, pois sua maneira tranquila/alegre e língua afiada em algumas horas me arrancaram risos e afeição. 

- Equipe Alpha: Soldados Maravilhosos


A equipe que apoia o Shi Jin e seu parceiro Dae Yeong também em conquistou, a ponto de eu amar vê-los caminhando ao amanhecer de Urk - e não só por causa do abs, deixo claro!Só que Sim! huahusah - e claro, amei suas ações em conjunto com seus líderes. É o tipo de elenco secundário que sentirei falta: Snoopy, Harry Potter e Piccolo estarão na minha memória eternamente. P.S.³: Vale a pena mencionar o apertável do Ki Beom (Kim Min Suk) que eu amava ver em cena devido a sua carinha fofa. <3

- Equipe Médica

Outra equipe que conseguiu chamar minha atenção, me garantiu boas risadas e claro, me emocionou. Os médicos que dão suporte à Kang Mo Yeon formaram outro time de personagens secundários carismáticos, daqueles que você ama ver em cada cena.

O que dizer do casal meia idade que não se assumia e garantia boas gargalhas?! E claro, vale citar o Lee Chi Hun, um médico que amadureceu a partir de duras experiências e se tornou um grande profissional. Parabéns ao Onewlson do Shinee que atuou muito bem nas cenas dramáticas, o que nem todos os kidols conseguem fazer!

- Daniel (Cho Jasper) e sua esposa Ri Ye Hwa (Jun Soo Jin)


E estes dois também merecem uma menção, mesmo que básica, afinal a fofura do Daniel e sua personalidade não me passaram despercebidas. O até então criminoso foi de grande utilidade em muitos momentos, não só consertando carros - os quais a Mo Yeon fazia questão de quebrar / haushau- mas também como um médico que por muitas vezes ajudou a Drª Kang. E sua fiel companheira Ye Hwa com seu sotaque engraçado também garantiu um lugar na minha memória.

- Vilão David Agus (Mclnnis David)

E o vilão do drama, na verdade, o pseudo-vilão também me conquistou. Não foi o tipo de vilão que eu odiei com todas as minhas forças ou aquele que me causou ânsias de vômito, mas no geral, a presença do Agus deu um toque de tensão na trama em muitos momentos e isto, eu curti. O rapaz era ex companheiro do Shi Jin e esta antiga amizade rendeu uma história boa para contar, causando um rancor que serviu de engate para um combate onde ganhamos cenas ótimas de ação. Considero um vilão fraco, talvez pelo fato de eu não ter sentido tanta repulsa, porém nada que danificou o roteiro. O moço fez sua contribuição. Talvez se tivessem explorado mais o personagem, ele teria se tornado um vilão tão marcante quanto todos os outros secundários citados acima. 

- Roteiro único

O roteiro de Descendants of the Sun traz um cenário inovador, a maior parte da história se passa em Urk, país fictício para onde a equipe de soldados é enviada para uma missão de manter as fronteiras protegidas e estreitar as relações políticas. Posteriormente, A Kang Mo Yeon acaba sendo enviada como voluntária para lá, junto com seu time médico e assim, reencontra o Shi Jin. Lá, ambos passam por diversas experiências, desde conflitos políticos - bombas - terremotos - e por aí vai... Todos os personagens são colocados à prova em determinados momentos, onde são testados não só fisicamente mas também psicologicamente. E com isso, os roteiristas nos proporcionaram uma série de reflexões: sobre a solidariedade em meio ao caos, independente da etnia, religião ou nacionalidade; sobre como o trabalho voluntário é importante; sobre superar as dificuldades em prol de alguém ou algo que se ama; respeitar os juramentos de uma profissão, com seus deveres pré estabelecidos; sobre como o amor pode realmente superar dificuldades; e o mais lindo de todos: patriotismo.


Vamos falar um pouco desta palavrinha tão bonita e tão pouca usada por nós brasileiros?! Aproveitando a oportunidade gostaria de mencionar quão maravilhada fiquei ao perceber o quanto o patriotismo era enaltecido neste dorama. São infinitas as cenas em que não só o Shi Jin mas diversos personagens utilizam a frase "em nome do meu país...", o que sinceramente, é muito lindo de se ver. Em um país como o nosso que está em mãos de políticos corruptos, é difícil ter amor, ou ao menos um mínimo patriotismo, e ao ver Dots era meio que impossível não sentir um pouco de vergonha ou até inveja deste grande amor pelo país de origem. Isso me fez pensar quão realmente importante é amarmos nosso país, nossa pátria e nossas origens. E por mais que eu ame minha origem - no sentido familiar - não posso deixar de confessar de que se tratando do país, não sou tão orgulhosa assim. Descendants of the Sun me ensinou uma lição preciosa: devemos amar nosso país, pois se nós que nascemos nele não o amarmos, quem mais amará? Esta era a mensagem que queria deixar, por mais que o Brasil esteja do jeito que está, temos que amá-lo e tentar reerguê-lo a partir de nossos próprios métodos. Pois é pessoas, dorama também é lição devida!

- Cenário: Urk



Além de todo o elenco e o roteiro incrível, Descendants of the Sun ainda traz uma série de cenários incrivelmente belos. E muitos dos locais são do país fictício Urk, enquanto a trama é encenada por nossos queridos atores, nos deliciamos com os cenários maravilhosos apresentados. Sério, se você assistiu o dorama não pode me dizer que não sentiu vontade de visitar Urk! É até uma ofensa tu falar que não sentiu um vontade, mesmo que pequena, de turistar por lá, afinal são diversos locais que chamaram a atenção e trouxeram um ambiente que realmente deu vontade de conhecer.



Não fique triste ao lembrar que talvez não posso visitá-lo devido ao fato do país ser fictício, para a nossa felicidade muitas das cenas foram gravadas na Grécia e gente, como não adicionar este país na listinha "países que quero conhecer!" após esse dorama? Impossível! Se eu já tinha uma enorme vontade de visitar a Grécia devido a saga Percy Jackson, agora, pós Dots, eu tenho mais ainda. Que lugar mais lindo! #PartiuUrk:VulgoGrécia!


- Romance em dose dupla: Casais Apaixonantes

E finalmente a blogueira aqui shippou certo - se bem que estava praticamente impossível errar nesse dorama - estava na hora de eu acertar, não é mesmo!? Após Moorim School e Cheese in the Trap eu já estava meio desiludida da vida shipper


O fato é que o Capitão Shi Jin e a Srtª médica Kang Mo Yeon esbanjaram química - seria praticamente idiotice da atriz se não aproveitasse o Joong Ki como parceiro de telinha, né?! - e com o charme que o Shi Jin jogava para cima da Mo Yeon era difícil demais ela conseguir resistir. E quem resistiria com aqueles olhares profundos? Quem seria doida de fazer isso? Estamos falando de Song Joong Ki, não há a mínima possibilidade de rejeitá-lo! 

Shi Jin desde o início começa suas investidas na mulher que chamou tanto a sua atenção no hospital, e logo os dois marcam uns encontros. Entretanto, o capitão é um homem com muitas responsabilidades civis e a médica começa a pensar que talvez isto não dê tão certo. Dividir um homem com a própria profissão misteriosa dele? Os dois tomam seus caminhos, porém se reencontram em um lugar inesperado, onde seriam testados de todas as formas. Urk traz experiências até então nunca vivenciadas pela Mo Yeon e sempre quem a salva e/ou permanece ao seu lado para protegê-la é o Shi Jin. O que fazer então com o sentimento que continua crescendo de maneira tão rápida? Para conferir o que acontece, só assistindo! Haha' 


E além do casal principal, ganhamos um casal secundário daqueles que se ama enormemente, a ponto de esquecer que os dois não são os protas. E como não torcer loucamente para que o Dae Yeong e a Myung Ju se acertassem? Sério gente, foi um dos casais secundários que eu mais amei em toda a minha vida doramática. Dae Yeong ama a Myung Ju porém para não contrariar o pai da moça, prefere tentar resistir ao que sente. Entretanto, a Myung Ju não quer deixá-lo fazer isso e tenta ao máximo fazê-lo ceder. 

E daí temos uma verdadeira batalha de amor, o que torna tudo mais divertido é o jeito determinado da moça para tentar fazê-lo ceder. Enquanto ela tenta todo o tempo fazer Dae Yeong desistir de querer ser quem o pai dela quer que ele seja, o rapaz faz de tudo para provar seu valor para o futuro-talvez- sogro, pelo menos até o momento em que ele realmente precise decidir de vez, pois não dá para fugir para sempre. O fato é que os dois se amavam e o casal de atores também demonstrou uma química perfeita, a qual convenceu e me fez torcer que nem louca por eles.


- Bromance


E a blogueira aqui geralmente não curte muito bromance, entretanto, ultimamente tem aparecido tantas amizades masculinas marcantes que é impossível ignorar este fato. Eis aqui Shi Jin e Dae Yeong provando que homens podem ser grandes amigos, e parceiros de todas as horas. Os dois dividiam muita de suas responsabilidades durante as missões e também seus problemas nos relacionamentos, o que não deixava de ser engraçado. É o tipo de dupla que marca e deixará saudades. Só não considero a melhor dupla masculina da temporada porque acho difícil alguém superar a amizade/rivalidade entre Chi Ang e Shi Woo de Moorim School.


- Final


E depois de tudo isto, se Descendants of the Sun apresentasse um final ruim, eu seria a primeira a fazer campanha para um final alternativo, afinal foram muitas emoções, alguns sustos sofridos demais e até quase choros para que no fim tudo se tornasse em vão. Pois bem, antes de comentar sobre o último episódio em si, gostaria de mencionar brevemente o penúltimo, o episódio 15. Que episódio foi aquele? Só eu que achei desnecessário aquele dramalhão? Apesar de ficar comovida, quando conferi o último senti que foi meio desnecessário tudo que o anterior havia transmitido. Ignorando o penúltimo episódio - que foi emocionante mas não totalmente satisfatório, pelo menos para mim - o último foi legal, mas sendo sincera, eu esperava mais em relação ao the end. Porém, se pararmos para pensar, o drama desde o início tinha o objetivo de falar de amor e como poderia ser difícil mantê-lo a depender de tantas situações desfavoráveis para o casal em questão, este era o foco do drama e a ação e tensão em muitos momentos, foram apenas um bônus. Por isto, não considero que o final fugiu de sua origem. No geral, eu curti devido ao fato de todos os personagens importantes terem obtido um final digno. 

- Participações Especiais

Quem deu as caras no primeiro episódio foi o Lee Kwang Soo, o nosso querido girafa. E mais tardar, no último episódio, Red Velvet deu o ar da graça cantando e dançando Dumb Dumb, e quem ganhou com isso fomos nós telespectadores ao poder ver Jin Goo dançando loucamente /ri demais gente! KKKK/ Confiram no vídeo abaixo:




QUE DANÇA FOI ESSA?! KKKKKKK


- OST MARAVILHOSA

E por último preciso comentar a OST PERFEITA do dorama, porque claro que a trilha sonora seria tão incrível quanto todo o resto. Eu amei todas, mas deixo abaixo as minhas preferidas, as que ficarão por um bom tempo na minha playlist particular. Aviso: Os vídeos podem conter spoilers!

Talk Love- K.Will - AMEI DEMAIS ESTA MÚSICA! 



Once Again- Kim Na Young & Mad Clown - tema maravilhoso do Dae Yeong e Myung Ju - Dava um nó na garganta quando esta música tocava!



Everytime- Chen (EXO) & Punch - Amo a voz do Chen e, sinceramente, 
ele cantando OST é de tocar a alma! <3



Always - Yoon Mi Rae - outra música linda!



Enfim, Descendants of the Sun foi um obra prima e merece todo o sucesso e reconhecimento que recebeu. É um dos doramas que sempre estará na minha lista de indicações para velhos e/ou futuros dorameiros, e sempre será um dos meus preferidos. Se você ainda não viu, corra e confira! Se já viu, não deixe de comentar abaixo o que achou! E antes de encerrar deixo o gif da melhor cena do dorama inteiro, afinal nada mais justo do que babar novamente pela beleza do Joong Ki, né?! 


10 comentários

  1. Realmente não parei pra pensar o que esperaria desse drama quando começamos ele (acho que já é uma mania minha rsrs evita que as decepções sejam maiores no final kkkkk ;)), mas com certeza valeu super a pena *-* Foi gostoso de acompanhar. Também fui muito envolvida pela história e não posso deixar de destacar que gostei muito de ter toda aquela coisa sobre as reflexões como você colocou aí em cima, sobre solidariedade, superação, trabalho voluntário e patriotismo...
    E eles conseguiram dosar de tudo um pouco. Gostei muito que teve vários momentos divertidos também :D

    - SPOILER

    Eu realmente sofri muito com eles naquela parte do terremoto. E depois com o Onew também. A mãe que ficava tirando sarro, mas eu realmente entendi porque ele estava sofrendo tanto, o que ele fez não foi correto, mas naquele momento foi simplesmente humano... e ele estava depois tentando corrigir esse erro mostrando poder ser um bom médico, tanto para aquele paciente que ele abandonou, mas acho que para ele mesmo acreditar nisso. Me dava muita vontade de chorar junto com ele :'(
    Gostei de todos os personagens principais, mas tive uma quedinha maior pelo casal antagonista (a Lucíla está me dizendo aqui que também gostou mais desse casal rsrs) Também gostamos da Ji Won desde Gap Dong e aqui ela deu outro show de interpretação ♥
    E quando o vilão aparecia, sério! Eu dava um pouco de risada kkkk Não conseguia deixar de pensar que eles só colocam esse ator pra fazer vilões rsrs Dos dramas que assistimos que ele participou, sempre ele é o vilão e que só fala inglês kkkkk E esse já é o terceiro! Será que é sério que ele não aprendeu coreano? É por isso que só dão os papéis de vilão para ele? kkkkk
    Realmente não foi "aquele" vilão, mas gostei de não ter passado muita raiva ;) Mas também com nossos lindos e maravilhosos soldados, quase super heróis, ele não ia conseguir fazer nada de muito maldoso, não é mesmo? kkkkkkk Eles até acabaram com ele muito antes de terminar a história! kkkkk
    E quanto ao episódio 15, achei que foi um pouco previsível. Se eles queriam que eu acreditasse naquilo deviam ter matado os dois no último episódio kkkkkk E talvez tenha sido um pouco de matação de tempo mesmo. A mãe chorou nesse episódio (sei lá se ela acreditou mesmo ou se envolveu muito com a atuação dos personagens rsrs)
    Quanto ao final também gostei muito deles terem dado um final digno para todos os personagens importantes e achei que a última parte foi totalmente a cara do drama.

    FIM SPOILER

    Amamos a OST também. Gostei de todas as músicas, mas minha preferida é a Once Again, por causa do meu casal ♥ Agora mesmo estou escrevendo esse comentário escutando a OST do DOTS (graças a Lucila que não para de por ela pra tocar rsrs)
    Na verdade nem tenho muito mais pra colocar, e se tivesse também teria que parar aqui, porque já fiz quase outra resenha kkkkkk No mais você colocou totalmente minhas impressões sobre esse drama. Obrigada por mais essa resenha ^^
    E também aceito de presente um homem como o Si Jin ou o Dae Young! ♥♥♥ kkkkk

    ~Tereza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, tivemos momentos divertidos e muitos outros, tudo dosado na medida certa. Fiquei impressionada com isso, as doses foram excelententemente certas.
      SPOILER
      Onew atuou tão bem que eu esqueci que ele era idol e realmente fiquei comovida com seus atos, principalmente quando ele tentou se redimir do que tinha feito, foi lindo isso!
      Essa garota está no meu coração desde Gap Dong, gosto demais dela atuando! <3
      Eu nem tinha visto esse ator em outros doramas, mas ele é sempre vilão é? kkk Tadinho! Ele já deve estar mal visto pela sociedade coreana, coitado! kkkk Vamos fazer uma campanha pra ver se ele consegue ser um mocinho, coitadinho! kkkk
      Pior que é! Com aqueles soldados ficou muito difícil dele espalhar maldade até o fim! Ele se foi logo! kkk
      Eu nem acreditei, mas fiquei comovida com as atuações das meninas. Por isso, consegui aceitar mais o episódio 15, apesar de ter achado meio desnecessário. kkk
      A última parte foi muito legal, eu realmente curti demais! Sempre que lembro dou um risinho feliz, haha!
      FIM DE SPOILER
      A OST é maravilhosa! Once Again é meu xodó agora, e até surgir outra OST viciante vou ficar ouvindo-a eternamente. kkk Lucíla me representa, ouço essa OST sem parar, kkk.
      Eu que agradeço por mais este comentário, sempre amo ler seus comentários, afinal posso ter uma visão do dorama a partir de outro telespectador.
      Vamos orar para surgir uns boys como esses soldados nas nossas vidas, haha! kkk

      Excluir
    2. Esse drama foi maravilhoso mesmo <3<3<3 Mas sabe, nem tive muito tempo de sentir depressão pós-drama logo depois de terminar o episódio 16, mas agora depois que terminei de traduzir os especiais e o epílogo tá começando a cair a ficha que terminou... Vou sentir muitas saudades desse drama.
      Vamos fazer sim! kkkkkk Na verdade, imagino que ele não faça sempre o vilão, mas por um acaso o papel que mais me marcou dele foi o vilão, em IRIS 2 e em Air City, que estou acompanhando recentemente, ele também fez uma participação como um dos bandidos, por isso foi inevitável não lembrar dele só como o "bad guy estrangeiro" kkkkk
      Ah! e tem o outro vilão também, o de cabelo grisalho, que também me fez passar bastante raiva em alguns momentos rsrs No epílogo, o terceiro episódio especial do DOTS, o ator falou que na Coreia ele ficou conhecido como o "vilão nacional". Vilão nacional!!! E nós esquecemos de mencioná-lo :P kkkkkk
      As atuações das meninas foram excelentes mesmo! Talvez se não tivesse na cara o que ia acontecer, e eu não consegui me livrar da sensação que a coisa ia mudar de repente, eu teria chorado junto com elas.
      Nem fala! Escutar a OST agora dá aquela saudade!! Mas é tão gostoso poder relembrar ;D
      Você vai fazer resenha do Come Back, Mister também? Necessito compartilhar minhas impressões sobre esse drama com alguém ;)

      ~Tereza

      Excluir
    3. Acho que tu demorou pra perceber que terminou porque ainda estava esperando os especiais, eu já estava na saudade. KKK
      O cara é cotado apenas para os vilões, o pior é que ele tem uma cara meio do mal mesmo, kkk. Ah sim, o ahjussi dos diamantes?! Eu até desgostei e gostei dele, foi tipo, o tanto faz. KKKK
      Eu também teria chorado com as meninas se não soubesse que aquilo estava muito "ladainha" KKK. Escutar a OST é quase entrar em depressão, kkk
      Mas vale a pena relembrar sim!
      Claro! A resenha de Come Back Mister demorará um pouquinho mas sairá com certeza, tô só esperando conseguir tempo para finalizá-lo e resenhá-lo, assim como Signal. Mas fica de olho que em breve sairão as duas resenhas! ^^

      Excluir
  2. Vou comentar pq foi graças a essa resenha q criei coragem pra assistir este drama (pois não sou fã de séries de ação policial ou militar) e acabei descobrindo um dos melhores drama da vida (preciso de uma 2 temporada, seria meu sonho), amei a história e todos os personagens mas irei focar meu comentário nos quatro principais. Um drama q teve várias tramas(gente na trama do desastre natural eu chorei tanto, mas tanto , vocês não tem noção) mas que no final de cada conflito eu sentia uma mensagem sobre honra e patriotismo. Um Drama que teve ação, romance, comédia, e dramaaaa. Ameeei d+ !! Sobre os personagens, o capitão Shi Jin é perfeito gente, inteligente , engraçado , romantico e BONITO PRA CARAAAAAALH888 (q ator é esse jesus ??!) enfim kkkk ele é perfeito. A Kang Mo Yeon também não me cativou , ela é muuuuito linda (aquele sorriso dela, maravilhoso) ea atuação dele tb acho muito boa, mas não consigo me cativar com ela (em full house de 2004 ela tb não me cativou, sei lá o porque) mas por interpretar uma mocinha eu gostei dela pq ela não era uma mocinha clichê. Seo Dae Yeong me conquistou desde o inicio com aquele jeito sério dele mas que por trás daquele seriedade se mostrava muito gentil e até mesmo engraçado (gente oq foi ele dançando Dumb da Red Velvet ? KKKK chorei de rir ). Quando vi a Yoon Myung Ju , pensei q ele iria fazer papel de mocréia (igual sua personagem Rachel em The Heirs) mas para minha surpresa ameei ela, sua personalidade, o amor dela pelo Seo e o jeito como ela demonstrava isso era muito legal, o contraste da personalidade dela com a do Seo era ótimo. Agora que ja falei de cada um , finalizo dizendo que eu amo quando tem dois casais e eles são amigos e interagem entre si (assim como em High Society ou The Heirs). PS: Amei a equipe médica e os soldados de Uruk (quem que não se identificou com a Kang e as enfermeiras vendo aqueles soldados coreanos maravilhosos correndo minha gente ? kkk). Melhor drama de 2016 até agora na minha opinião ,em seguida vem High And Crush <3 , agr estou pensando em ver Angry Mom , abrass <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que minha resenha te convenceu a conferir este maravilhoso drama! A trama do desastre natural realmente emociona e foi lindo ver os soldados e médicos demonstrando solidariedade daquela forma. Isso mesmo, as mensagens sobre patriotismo e honra foram ênfase durante todo o drama.
      Shi Jin era um perigo, pedaço de mau caminho ahushausa'
      Entendo o que você sentiu em relação a Mo Yeon, senti o mesmo. Não vi Full House ainda por isso não posso dizer nada, mas a vi em outro drama e até gostei dela mas neste não consegui ser cativada.
      Dae Yeong era incrível! A melhor cena foi esta dele dançando Red Velvet, ri horrores. ahushauhsuahsa
      Myung Ju foi uma secundária maravilhosa! Eu shippei horrores ela e o Dae Yeong!
      Também curto muito quando temos dois casais e eles agem como amigos, e temos sempre cenas maravilhosas do quarteto em questão.
      "(quem que não se identificou com a Kang e as enfermeiras vendo aqueles soldados coreanos maravilhosos correndo minha gente ? kkk" Impossível não se identificar! KKKKKK
      Ainda não vi High and Crush, mas já gostei da indicação, obrigada! *-*
      Quanto à Angry Mom, recomendo!

      Excluir
    2. De nada! Eu to assistindo alguns drama mais antigos através de indicações, desse ano q eu já assisti e estou assistindo e recomendo são esses:

      Drama desse ano q eu já finalizei:
      -Descendants Of the Sun
      -High And Crush (é um short drama, 17min cada episódio)
      -Refresh Man
      -Trumping Spike

      Que to vendo e esta em andamento:

      -Doctor Crush (TA MARAVILHOSOOOO, Park Shin beija mal mas é ótima Atriz)
      -Beautiful Gong Shim

      Sempre dou uma passada no seu blog para conferir as novidades!!
      abrass *-*

      Excluir
    3. High And Crush está na minha lista, assim que eu conferir trarei resenha dele. Refresh Man já finalizei, terá resenha em breve! ^^
      Também estou acompanhando esses outros dois que tu citou, pode esperar a resenha deles futuramente. Hehe
      Own moço, obrigada pelo carinho com o blog! Seja sempre bem vindo, fique à vontade! :*

      Excluir
  3. Eu ameeeeei DOTS, terminei de assistir pela Netflix e estou em depressão hahaha, concordo com tudo na sua crítica, mas eu realmente gostei da Dra. Kang e o que eu mais gostei foi da atriz chorando! Gente essa mulher sabe chorar, os olhos dela enchem de lágrimas mesmo! E impossível não chorar junto! Pra mim, é o melhor drama do ano, se juntar tudo, o mais completo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DOTS foi um dos doramas queridinhos e inesquecíveis de 2016! Ah que bom que gostou dela, eu tentei mas não consegui gostar dela como deveria sendo que ela era a prota. Ah, isso é! A moça chorava de um jeito que dava uma tristeza no telespectador só de olhar pra ela...
      Se juntar tudo foi o mais completo sim! Obrigada pelo comentário, volte sempre Bruna! (:

      Excluir

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Topo