Menu

Pinocchio [K-Drama]


Pois bem, junho é o mês de aniversário do blog e cá estamos nós mais uma vez comemorando juntos. Após as 5 enquetes realizadas aqui, vocês escolheram o que gostariam de ver resenhado e iniciando o ciclo de postagens especiais temos aqui um dos grandes sucessos doramáticos. Vamos começar porque eu tenho muuuita coisa pra comentar sobre Pinocchio! <3


Sinopse: Choi In Ha é uma jovem repórter que sofre da "síndrome de Pinóquio", onde seu corpo não a permite que diga uma mentira, e quando ela mente tem uma crise de soluços.
Gênero: Drama, Comédia, Romance, Crime
Nº de Episódios: 20
Ano: 2014/ 2015
Onde Encontrar: Fighting Fansub (download/online), Meteor Dramas (download/online), Viki (online), DramaFever (online)

- Enredo

Pinocchio conta a história de Choi In Ha, uma garota com uma síndrome fictícia, a síndrome de Pinóquio, a qual impede-a de mentir. Sempre que a garota tenta mentir, seu próprio corpo reage fazendo-a soluçar e consequentemente, entregando sua mentira. Esta garota quando pequena é levada por seu pai para viver com seu avô, sendo obrigada a afastar-se da mãe, uma repórter, por causa da separação dos pais, seu único contato com a mãe é através do número de celular dela, para o qual sempre manda mensagens. Ao chegar na pequena cidade e reencontrar o avô também encontra um garoto que surgiu ali após seu avô salvá-lo no mar, o menino foi adotado e agora é seu, tecnicamente, tio. Devido à demência desse senhor, ele acredita cegamente que este garotinho é o filho que perdeu para os mares anos atrás e que agora retornara, o Choi Dal Po. Como o garoto afirma não ter lembranças de sua família, acaba ficando sob os cuidados da família da In Ha. Anos depois, os jovens continuam vivendo juntos como tio e sobrinha, como se fossem uma verdadeira família e aos poucos vamos descobrindo como a história de ambos estava ligada. O primeiro episódio inicia-se com um reality show, no qual o Choi Dal Po decide participar por certo motivo, e à medida que este acontecimento desenrola-se somos apresentados a como tudo começou. A partir daí, temos um desenrolar interessante pois Choi In Ha sonha em ser uma repórter assim como sua mãe, Song Cha Ok, a qual agora é âncora de uma emissora de televisão. Dal Po trabalha inicialmente como um taxista, até que após um certo encontro inesperado decide tornar-se também um repórter.

Pinocchio poderia muito bem ser apenas uma trama sobre jovens sonhadores que querem se tornar repórteres, porém temos muito mais que isso, MUITO mais mesmo. A história verdadeira do Choi Dal Po, na verdade, do garoto que se passa por ele, o qual seu nome verdadeiro nome é Ki Ha Myung, é trágica. Seu pai era um bombeiro que após um incêndio assustador desapareceu e toda a equipe dele faleceu. A mídia cobre o acontecimento incessantemente e após um jovem com a síndrome de Pinóquio afirmar ter visto o pai do Ha Myung, o Ki Ho Sang, vivo, as pessoas passam a acreditar que ele está se escondendo para não assumir a responsabilidade por seus erros, pois segundo o responsável pelo local onde ocorreu o incêndio, ele avisou que o bombeiro-chefe não precisaria entrar mas o mesmo teria arriscado as vidas de seus subordinados sem necessidade. A repercussão sobre o caso é imensa e a imprensa passa a ficar no pé da família do Ha Myung, acusando eles de estarem escondendo o Ho Sang. Com o chefe da família sumido, a mãe do Ha Myung não consegue lidar com a pressão e pra piorar, ele sente falta da presença do irmão, o qual diz que tudo ficará bem mas parece um pouco distante. Certa noite, enquanto o filho mais velho não está presente, Jae Myung, a mãe dos meninos leva Ha Myung para ver os fogos e lá em meio ao desespero atira-se junto com o menino num desfiladeiro. Jae Myung é obrigado a lidar com mais esta tragédia na família, ficando sozinho, achando que sua família inteira está morta e culpa a mídia por ser tão manipuladora. Enquanto isso, Ha Myung é encontrado pelo avô da In Ha e decide esquecer seu passado. Tudo isso não é spoiler, gente! Será contado logo nos primeiros episódios, relaxem!

***

Assim, temos o desenrolar da trama e uma abordagem sobre como é a vida de um repórter, como as notícias são investigadas por estes profissionais para que cheguem aos telespectadores com a maior veracidade possível e o foco maior é em como a imprensa pode salvar ou matar uma pessoa, afinal retratar a verdade deveria ser o objetivo de todo e qualquer meio de comunicação mas sabemos que nem sempre é assim, pois nos deparamos com notícias manipuladoras muitas vezes não é?! Pinocchio mostra como a imprensa pode assumir algo como verdade e acabar não fazendo o seu trabalho como deveria. É claro que prefiro pensar que a mídia não faria algo tão manipulador quanto o que é retratado no drama, mas infelizmente temos sim notícias manipuladoras que acabam estragando a vida de uma pessoa?! O melhor de tudo é a maneira como ocorre o desenvolvimento do enredo, o ritmo é excelente e as surpresas ao desenrolar da trama só tornam o dorama melhor, a reviravolta no final sobre quem realmente estava por trás de toda essa manipulação no caso do pai do Ha Myung é memorável, cada aspecto do drama é bem trabalhado e isto só o faz ser um dos melhores roteiros dormáticos já feitos. Dito isto, vão logo conferir Pinocchio!

- Choi Dal Po/ Ha Myung (Lee Jong Suk): Moço de bom caráter! 

O Choi Dal Po foi um protagonista marcante não apenas por sua história trágica mas também pela pessoa que tornou-se ao desenrolar da trama. O rapaz era muito bem construído e demonstrou um tom muito realístico, é aquele tipo de personagem que nos transmite a realidade, aquele que encaixamos facilmente na nossa visão justamente por ser algo que se assemelha a realidade, muitas vezes, nos fazendo esquecer de que a trama é ficção. Após a tragédia familiar, ele encontra abrigo, consolo e um porto seguro na família da Choi In Ha, justamente pelo sentimento de gratidão que tem para com esta família tão acolhedora, quando cresce prefere esconder seus verdadeiros sentimentos em relação a garota com medo de acabar magoando-os e destruindo a família que conseguira.
Sua gratidão era tão genuína que ele deixava-se de lado para poder ver a In Ha bem, chegando a se alistar no exército antecipadamente para permitir que o dinheiro da família fosse aplicado na faculdade dela, sem deixar oportunidade de sentirem-se culpados por não poder pagar a faculdade dele. O rapaz era tão bondoso, prestativo e sincero que me conquistou profundamente e até hoje quando lembro deste personagem sinto-me emocionada, afinal são pouquíssimos os personagens que conseguem conquistar um lugar no nosso coração de maneira tão profunda.
Dal Po sofreu muito e mesmo durante todos os anos sendo acolhido verdadeiramente pela família da Choi In Ha, sempre guardou ressentimentos e mágoas para com todos os que fizeram de seu pai um monstro. Uma destas pessoas, é a mãe da In Ha, a Song Cha Ok, e como ironia do destino além de apaixonar-se pela filha de sua maior malfeitora, ainda acabou decidindo tornar-se algo que detestara quando os acontecimentos de sua família sucederam-se, um repórter. Com o Dal Po sendo um repórter, ele decide trazer a verdade sobre o caso de seu pai à tona e com isso temos grandes surpresas ao desenrolar do enredo, além de podermos conferir o próprio amadurecimento do rapaz tanto como repórter quanto como ser humano.
Eu AMEI este personagem por seu caráter, ele sofreu com as dúvidas que perseguem nós humanos, com o que é certo e errado fazer e criou coragem para agir dignamente quando necessário, mostrando que podemos sim escolher o caminho certo mesmo quando o errado é fácil e machuca menos. Lee Jong Suk foi perfeito em seu papel, e mais uma vez me emocionou, é um dos atores que mais amo ver atuar e nunca me decepciona.
Eu tinha que comentar esse cabelo terrível do Jong Suk né?! kkk'

Choi In Ha (Park Shin Hye): A Pinocchio!

In Ha era uma moça bem amável e de todas as personagens já interpretadas pela Shin Hye, esta foi a minha preferida. Senti que finalmente a Shin Hye saiu da mesmice no modo de interpretar e conseguiu trazer um "ar" diferente para sua protagonista. In Ha quando criança foi morar com o pai e o avô, afastando-se de sua mãe e tendo apenas uma forma de manter o contato com a mãe, através de mensagens num celular. Desde pequena, ela manda as mensagens para o número da mãe e mesmo nunca obtendo respostas, por isto lhe fazer bem continuava a mandá-las. O sonho de tornar-se uma repórter surgiu quando estava no colegial e desde então, faz de tudo para alcançá-lo, quando está prestes a desistir, uma oportunidade tentadora surge. Cha Ok, sua mãe, diz que irá torná-la uma repórter para promover a credibilidade da emissora onde trabalha. Por ser uma Pinóquio, a moça sempre teve dificuldades e chegou até a sofrer preconceito pois com esta sua síndrome muitos acreditavam que ela não teria chance de exercer qualquer profissão, afinal quem nunca precisou de uma mentirinha em determinado campo de trabalho, não é mesmo?!
Choi In Ha decide provar que pode ser uma boa repórter e que sua síndrome pode, na verdade, ser uma oportunidade para que as pessoas passem a acreditar mais nos repórteres, já que a profissão é algo que exige a verdade. A moça aceita a proposta da mãe e começa a trabalhar como repórter, tendo que lidar com diversas dificuldades por não conseguir mentir, sempre soluçando quando é obrigada a fazer algo que vá contra sua índole.
Assim como todos os demais personagens que mencionarei e o Dal Po, In Ha é uma personagem bem construída e consegue ter um função na trama, sendo um ponto importante na mesma. Apesar da síndrome ser fictícia, podemos fazer uma analogia e pensar sobre como é difícil dizer a verdade neste mundo, ou pelo menos, pensar em como é difícil ver pessoas sempre dizendo a verdade e esta é uma das reflexões do drama. Mentiras são justificáveis dependendo do contexto? É mesmo? Isto é o que In Ha nos faz pensar e é um dos pontos mais significativos do enredo.

- Repórteres adicionais: mais carismáticos... impossível! <3

Seo Bum Joo (Kim Young Kwang)

Bum Joo é um herdeiro chaebol e filhinho da mamãe, num bom sentido viu?! O rapaz, assim como a In Ha entra na emissora de televisão da Song Cha Ok como repórter e através de conexões. Um personagem que me enganou maravilhosamente, achei que seria apenas um mimado, que tem uma mãe super-protetora, mas ele foi muito mais que isso, muito mais! Bum Joo decidiu tornar-se repórter por certo motivo e desde o início, cria uma amizade sincera e verdadeira com a In Ha, sendo a dupla dela na busca por assuntos para reportagens.
A aproximação faz com que ele desenvolva sentimentos pela moça (sempre né?!) e se torne aquele friendzone que nos agrada e nos mata de dó. Porém, o modo como abordaram o sentimento dele não foi de nos fazer sofrer tanto pois o próprio personagem lida bem com isso, o que diminui nossos sentimentos de culpa em não shippá-lo com a prota. Bum Joo assim como os demais personagens amadurece ao desenrolar da trama e vai de um filhinho que vive embaixo da asa da mãe para alguém que assume culpa e toma atitudes. O personagem me surpreendeu MUITO e me fez admirá-lo, afinal o bom caráter dele e suas atitudes na reta final do dorama foram memoráveis e o tornaram um queridinho na minha lista de ~oppas. Tanto que até hoje acompanho fielmente o Kim Young Kwang e já recomendo-lhes Sweet Stranger and Me, no qual ele é prota e tá um amorzinho! <3

Yoon Yoo Rae (Lee Yoo Bi): Maluquinha divertida!

Outra que me enganou foi esta personagem aqui! Achei que seria uma chatinha e insuportável mas acabou por ser muito divertida e cômica. Yoo Rae candidata-se na empresa na qual o Choi Dal Po trabalha e após ser contratada, torna-se a repórter parceira do Dal Po. A moça é divertida e tem uma personalidade um tanto quanto maluquinha e por vezes, chega a ser imatura num bom sentido, agindo com certa infantilidade. E ainda retratou em algumas cenas o que é ser fã de k-idol, ao que tudo indica antes dela tornar-se repórter exercia essa profissão "fã" muito bem. ~medo~ Apesar disso, Yoo Rae consegue ter um carisma próprio, o que a torna uma secundária muito significante, vocês irão divertir-se com o jeito dela, só aproveitem! hahah' :3

Hwang Gyo Dong (Lee Pil Mo)

O Gyo Dong é o chefe da equipe jornalística da emissora na qual Dal Po e Yoo Rae trabalham, e como este foi um dos personagens que mais gostei, não poderia deixar de mencioná-lo. O rapaz tem uma personalidade simplória, mas consegue transmitir sinceridade e ser carismático. Foi um dos repórteres que trabalhou na cobertura do caso do senhor Ki Ho Sang e mesmo não sendo um dos que afetaram a família diretamente, indiretamente teve sua própria responsabilidade no caso. Justamente por isto, ajudou o Dal Po quando o mesmo precisou e deu ótimos conselhos, baseando-se na sua experiência como pessoa e profissional.

- Song Cha Ok (Jin Kyung): Um cubinho de gelo!

A mãe da Choi In Ha testou minha paciência e bondade, afinal quis esganar a criatura em diversos momentos. Sua carreira profissional para ela era tão importante, mas tão importante, que até mesmo sua própria filha não tinha espaço em sua vida. Além de que, tudo que fez para conseguir subir na carreira foi desprezível e ela foi a prova de como um ser humano pode ser cegado pela ambição. Jamais fora uma mãe decente para a In Ha e, às vezes, eu me irritava era com a In Ha por ser tão cega em relação ao que sua mãe fez e continuava fazendo com ela em certas situações.
Eu detestei essa personagem e mesmo suas ações finais sendo mais justas e me surpreendendo pois eu não esperava que ainda houvesse um coração nela, ainda assim, não fui cativada pela personagem. Ela soube tornar-se uma pessoa decente lá na reta final mas isto não mudou o fato de que cometera muitos erros, e a gente querendo admitir ou não, todo mundo merece uma segunda chance. Contanto que faça por merecer né?! E atuação da Jin Kyung foi tão convincente que até hoje quando vejo a atriz em algum drama, lembro desta personagem acreditam?! Ela agia com aquele "ar" de superioridade, aquele modo "estou acima de você e de todos os outros!", o que fez sua personagem ser ainda mais realista e cotada para ser odiada pelos telespectadores.

Ki Jae Myung (Yoon Gyun Sang): Amor da minha vida! <3

Jae Myung é o irmão mais velho do Ha Myung (atual Choi Dal Po) e desde que perdera a família, leva uma vida simplória como entregador de água mineral. O rapaz vivia sua vida lidando com a antiga tragédia da família, achando estar sozinho no mundo e tentando sobreviver um dia após outro mesmo com toda a tristeza e dor do passado. Porém, após um certo evento (que vocês descobrirão ao ver o dorama! hahah'), Jae Myung decide buscar vingança. Assim, ele começa a ir atrás dos envolvidos no incêndio anos atrás e com isso, fica cada vez mais perto do irmão que achava estar morto. Admito que as atitudes do rapaz não foram justificáveis pelo sofrimento que viveu ao lado de sua família, ele fez coisas muito erradas...
Mas ao contrário da Cha Ok, eu senti uma humanidade no Jae Myung, ele foi apenas a consequência de uma tragédia, e sua vida se transformou num conjunto de escolhas erradas. O rapaz cometeu erros mas soube repará-los e eu o admirei muito por ter tomado suas responsabilidades, por ter assumido suas culpas e ter sido corajoso o suficiente para reconhecer o mal que havia feito. Gyun Sang me emocionou muito e em certa cena, ao lado do Jong Suk protagonizou uma das cenas mais memoráveis e emocionantes do dorama, o reencontro dos irmãos. 
~Ainda não superei esta cena~

- Park So Ra (Kim Hae Sook): Mamãe amável...

Park So Ra é a mãe do Bum Joo e foi outra personagem que me surpreendeu, perceberam como os personagens deste drama surpreendem né?! hahah' Ela é quem administra o conglomerado da família e sempre aceita as escolhas do filho, mesmo não entendendo o porquê das mesmas, sendo uma mãe compreensiva e gentil em todos os momentos. E esta personagem aparentou ser uma coisa e na verdade, foi outra. Não falarei mais nada senão soltarei spoilers, só afirmo que ela traz uma reviravolta inesperada, assistam e surpreendam-se!

- Família Choi *.*

Por último, mas não menos importante, não poderia deixar de mencionar o pai e avô da Choi In Ha, os homens que acolheram o Ha Myung e o deram um lar. Por causa da demência do avô e do Ha Myung alegar não ter família, o pai da In Ha permite que o menino fique e ele acaba ficando de vez. Dal Po jamais foi tratado indiferente pela família adotiva, pelo contrário, recebeu apoio, consolo e o mais importante, amor. Esta família provou que amor vem de quem cria, de quem convive com você e te dá tudo que tem, não só o bem material mas principalmente, o bem emocional. Este foi o retrato de uma verdadeira família e de tudo o que ela representa!

- Participação Especial

Lá no último episódio do dorama temos a participação especial do Lee Joon, o ator que me deu arrepios com sua atuação em Gap Dong. O personagem dele é um k-idol que é investigado pela polícia e quem encontra toda a verdade sobre ele é a maluquinha da Yoo Rae, afinal ela tinha certa experiência em ser fã de idol...

Se eu for falar de todos os demais personagens que foram carismáticos, ficarei o resto do dia aqui então deixarei os demais para conferirem quando verem o drama. 

- Romance: Tio / Sobrinha

O romance de Pinocchio é tão original quanto o enredo, afinal a história de amor entre um tio adotivo e uma sobrinha não é sempre vista por aí, não é mesmo?! O Dal Po guarda por muito tempo seus sentimentos pela In Ha por consideração a família que o acolheu e o consolou, achava que jamais aceitariam que ele ficasse com ela, e também que ela merecia alguém melhor do que um mero taxista. As coisas começam a mudar quando ele transforma-se em um repórter e a In Ha começa a perceber que também tem sentimentos pelo tio.
O problema é lidar com a complicada relação familiar e o fato de possivelmente o pai da In Ha e principalmente, seu avô, jamais chegarem a vê-los como um casal apaixonado. Porém, isso não impede que os sentimentos deles comecem a crescer e que a aproximação vá tornando-se mais íntima, mais próxima da relação de homemxmulher do que tioxsobrinha.
Além disso, o fato da In Ha ser filha da pessoa que mais denegriu a imagem de seu pai é outro fator considerável e difícil de lidar para o Dal Po, o que traz outro empecilho no romance dos dois. Enquanto ambos tentam lidar com a situação, vamos conferindo uma química leve, sutil e doce entre os atores, o que eu particularmente, gostei muito. 
O modo como os dois se relacionavam era natural e isto transparecia, o que condizia com a história e pela primeira vez, eu realmente gostei da química da Shin Hye com seu colega ator, e Jong Suk conseguiu um feito memorável né?! O moço conseguiu a proeza de fazer a Shin Hye abrir a boca nas cenas de beijo, então gente, o rapaz merece ou não merece um amém! Merece sim! AMÉM!
Enfim, o dorama tem um romance tão bem construído quanto todo o resto, além de conseguir um desenvolvimento maravilhoso da relação entre os dois, fazendo com que o telespectador torça muito para que as mágoas do Dal Po para com a Cha Ok não o façam desistir da In Ha e para que a família deles não os impeça de se firmarem como um casal. É aquele romance que faz a torcida acordar e torcer muuuito!
SHIPPEI MUITO

- Último episódio: Reviravoltas/ Surpresas/ Final redondinho <3

A reta final do dorama traz reviravoltas e surpresas bem interessantes, as quais só provaram o quanto a trama foi bem construída do início ao fim. Os fins dos personagens são justos e temos aquele final bem redondinho e agradável, podem conferir sem medo! Apenas deliciem-se com todas as surpresas, emoções e surtos finais! *.*

- OST

Abaixo deixarei as canções que mais gostei da OST e encerro aqui pois este post já um pouco grandinho né?! Não deixem de comentar o que acharam de Pinocchio e se ainda não assistiram, vão longo conferir porque este é um dos melhores enredos doramáticos já criados e o elenco é maravilhoso! Até a próxima resenha especial de aniversário do blog! :*

Every Single Day - Non Fiction



Only Person - K. Will




Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Topo