Menu

Kill Me, Heal Me [K-Drama]


Um dos grandes títulos do ano e eu ainda não tinha conferido esta trama (acreditam nisso?), demorei muito para finalmente criar coragem e ir ver o tão famoso Kill Me, Heal Me, onde mais uma vez Ji Sung e Jung Eum atuaram juntos (quem não lembra deles no famoso melodrama Secret? Impossível esquecer!). Sendo sincera, optei por este dorama por causa do Park Seo Joon (sempre tem aquele momento na vida de um dorameiro que encarnamos em algum ator e eis que ele é o meu atual amor) e acabei me arrependendo de não ter visto esta incrível história antes, afinal, cada segundo gasto vendo estes episódios é mais que válido.

Kill Me, Heal Me



Sinopse: Cha Do Hyun é um herdeiro de terceira geração que desenvolveu transtorno dissociativo de identidade após uma sequência de vários eventos traumáticos. Ele tenta recuperar o controle sobre sua vida com a ajuda de Oh Ri Jin, uma residente de psiquiatria no primeiro ano, que o ajuda em segredo. Mas o irmão gêmeo de Ri Jin, Oh Ri On, é um escritor que está determinado a descobrir a vida sem escrúpulos dos ricos e começa a seguir Do Hyun. Pode Do Hyun assumir o controle sobre sua condição antes que uma de suas sete personalidades assuma o controle sobre ele?
Gênero: Comédia, romance, drama
Ano: 2015
Nº de Episódios: 20
Onde Encontrar: Siwon Fansubs (download), Viki (online)

Como disse anteriormente, o verdadeiro motivo para eu ir conferir Kill Me, Heal Me, foi o fato de ter meu ator do momento, Park Seo Joon , porém, ao decorrer dos episódios, fiquei cada vez mais envolvida com a trama e personagens, e ainda estou admirada pela brilhante atuação do Ji Sung. Com um roteiro tão original, o dorama consegue realmente prender o telespectador e fazer com que seja praticamente impossível abandonar esta comédia romântica - com toques de drama - antes do último episódio. Confiram os motivos os quais vocês devem dar uma chance a este roteiro:

1) Brilhante/Impecável/Incrível/ Atuação do Ji Sung


O trabalho do moço era realmente difícil, interpretar 7 personagens vivendo em apenas um, e sério pessoas - ele deu um show. Palmas! Cha Do Hyun sofre com transtorno de personalidade múltipla, por causa de um grande trauma em sua infância, sua mente acabou criando sete "outras pessoas" dentro dele mesmo e assim, sofre por sempre ter que arrumar a bagunça que todos os seus outros "eus" fazem. Eu ficava realmente pasma com a capacidade do Ji Sung de ser totalmente diferente dependendo de qual "pessoa" estava no comando, até as caras e bocas dele mudavam, gente! Cada personalidade tinha sua própria característica e o mais legal é que antes mesmo de ser anunciado quem era, já era possível perceber, tudo por causa do Ji Sung. Vamos as personalidades? Haha'


Do Hyun é gentil, amável e tem o estilo bem "normal demais". Sofre com todas as confusões de suas outras personalidade, sempre precisa consertar as bagunças deixadas por elas (o que em alguns casos garante ótimas cenas de comédia , rs). Dividir seu eu em vários pedaços foi a maneira que encontrou para de alguma forma contornar toda a dor de seu trauma, quando descobri o que tinha acontecido com o moço, senti muito pena, é algo triste e se pararmos para pensar, de alguma forma, seria realmente impossível ele passar por tudo aquilo e continuar 100% são.


Enquanto isso, temos a personalidade mais agressiva, Shin Se Gi. Um dos que mais complicava a vida do Do Hyun e acarretava em enormes problemas para ele. Se Gi é o lado mais cruel, pavio curto, que não mede esforços para conseguir o que quer. Nutre um amor pela Ri Jin e passa a perseguir a moça sempre que consegue aparecer , apesar do seu jeito, foi um dos que mais gostei. Com seu estilo bad boy, o rapaz conseguiu me conquistar e quando soube o verdadeiro motivo pelo qual foi criado, senti ainda mais afeto por ele. E sendo sincera, Se Gi era de longe, a personalidade que melhor se vestia. O cara sabia ficar lindão e charmoso!



Temos também os irmãos gêmeos, Yo Sub e Yo Na. Yo Sub é um garoto de 17 anos de idade que sempre que aparece tenta se suicidar, totalmente depressivo e não consegue encontrar nada no mundo que o agrade. Mas de algum jeito, conseguiu ganhar um lugarzinho no meu coração, foi a personalidade que me deu vontade de adotar.






Por outro lado, sua irmã gêmea, Yo Na (a DIVA! kkk) garantia muitas risadas, IMPOSSÍVEL não rir com as loucuras dessa menina que amava perseguir idols e que se apaixonou perdidamente pelo Ri On (irmão da Ri Jin). Encrencava horrores com a Ri Jin e claro, sempre se metia em confusões. Ji Sung ficou uma graça de Yo Na, sério pessoas, ri muito (muito mesmo), e ele gritando "oppa" para o Ri On, não sei o que era mais engraçado, a voz do Ji Sung ou as caretas do Seo Joon, kkk.



E por último, temos duas personalidades que também me cativaram (e muito!). Primeiro, Perry Park, o maluco que só pensava em explodir as coisas, acabou sendo para mim, um dos "eus" mais marcantes, principalmente, por sua atitude lá para o final do drama (só vendo para entender, haha'). 
Além dele, temos a criança Nana. Apareceu pouco mas quando descobri o motivo pelo qual essa personalidade foi criada, fiquei emocionada. Nana era uma versão muito sincera de um desejo do Do Hyun, acho que por isso, a considerei a personalidade mais importante para o nosso protagonista. Vejam o dorama e entendam! 
Todas as personalidades do Do Hyun, todos os seus "eus" mostram um lado de seu grande trauma de infância. O mais interessante é que para a criação de cada uma, há um motivo realmente convincente que só transparece toda a tristeza que o garoto teve que enfrentar. O roteirista soube caracterizar cada um das personalidades e ainda explorá-las de maneira a se encaixar perfeitamente na história. Por isso, meus sinceros, parabéns.

2) Mocinha forte e cativante = Oh Ri Jin (Hwang Jung Eum)


Apesar de em alguns momentos ter achado a personagem um pouco irritante (principalmente quando ela dava aqueles gritinhos de surpresa/raiva/ ou seja lá qual era o sentimento/), Ri Jin conseguiu algo que nem todas as protagonistas conseguem no mundo doramático, ser uma mocinha forte o suficiente para ser um apoio para o outro bonzinho do pedaço. Ela é psiquiatra e acaba conhecendo o Do Hyun meio que por acaso (não tão acaso assim), e após o Se Gi vê-la, acaba se confessando e perseguindo-a sem parar.
 
Essa proximidade dela com o Se Gi acarreta em um maior convívio com o Do Hyun. Após uma série de circunstâncias, ela passa a trabalhar para o moço, tentando fazer com que ele supere esse transtorno. O que ela não poderia imaginar, era que essa aproximação seria um fator importante na vida de ambos, para que os dois pudessem recuperar memórias perdidas e assim superar o passado, podendo viver feliz no presente. 

3) Oh Ri On (Park Seo Joon) = Um dos melhores irmãos do universo doramático


Meu verdadeiro motivo para decidir ver este dorama está aqui: Park Seo Joon. Tudo começou quando vi Dream High 2 e logo depois comecei a acompanhar She Was Pretty (em breve resenha), daí não parei mais e fui atrás de tudo que conseguisse encontrar com o moço (até comercial de margarina eu estava aceitando, rs). 


Ri On é um escritor famoso denominado Ômega que prefere esconder sua verdadeira identidade, para assim viver mais tranquilamente. É totalmente protetor e à sua maneira, ensinou a Ri Jin a ser uma garota forte, sempre esteve ao lado dela e faria qualquer coisa para vê-la feliz, mesmo isso significando, ele ter de deixar certos sentimentos de lado (não entenderam? Só vendo o dorama para compreender, haha'). O personagem é um dos mais carismáticos do drama e claro, Seo Joon atuou muito bem, conseguindo me cativar e me fazer se apaixonar mais ainda por ele (Yo Na que se cuide! Sou rival dela no amor! kkk). E se preparem porque do jeito que estou apaixonada, os próximos doramas postados aqui serão todos com esta criatura, kkk.

4) Roteiro original e incrivelmente cativante

A trama de Kill Me, Heal Me é de certa forma, única. Um homem que possui várias personalidades e precisa lidar com todas elas, sendo que cada uma tem suas próprias características e vontades, ao decorrer dessa árdua batalha vai encontrando os motivos que o levaram a se tornar como é, para assim, quem sabe conseguir se curar. Elogios são pouco para quão bom este drama é, confesso que não se tornou um dos meus preferidos (questão de gosto, sabem como é né?) porém, conseguiu realmente um lugar especial em minha memória, tamanha as mensagens transmitidas, a beleza de cada personagem bem trabalhado e de todos os momentos que compõem um cenário incrivelmente convidativo ao telespectador. O ritmo é excelente (com comédia, drama e romance em doses muito bem equilibradas), não se torna chato acompanhar o Do Hyun tentar superar seu trauma, pelo contrário, fica cada vez mais interessante e emocionante. Á medida que ele vai descobrindo os reais motivos (e diversos segredos) que o fizeram a se desfazer em pedaços (o que foi muito bem elaborado pelo roteirista), tem-se uma amostra do quanto uma família pode destruir um lar e transformá-lo em má recordação, tudo por causa de ambição, percebe-se também quão frágil o ser humano é, o quanto um trauma pode acarretar em grandes feridas emocionais mas também, tem-se um verdadeiro exemplo de como tudo pode ser confrontado, contornado e superado. Amei como instigaram o telespectador a refletir sobre como boas memórias podem se sobrepor as ruins e assim " a cura", a felicidade pode ser alcançada.

5) Romance = Ótima química de Jung Eum & Ji Sung



Os dois protagonistas já tinham atuado juntos em Secret e desde lá, eu realmente já gostava deles. Não surtei horrores (como já devem saber nem sempre surto loucamente com casais em doramas) mas realmente torci pelos dois, para que conseguissem curar suas feridas e viver sua paixão. 


Era muito bonitinho ver os dois juntos, seja Se Gi + Ri Jin ou Ri Jin + Do Hyun, ambos conseguiam transbordar a sintonia. Nas cenas em que choravam eu quase entrava na tela para abraçar esses dois, sério gente! Era muito triste ver o Do Hyun sofrendo (também me emocionava com a Ri Jin, sentia pena dela e tudo mais mas Ji Sung quase me leva às lagrimas). 
O fato é que estes dois dão certo atuando juntos, muito fofos.  

6) Final Satisfatório

Em terra de dorama, final satisfatório é raro. Porém, Kill Me, Heal Me é uma das grandes exceções que conseguiram realmente um fim decente e digno para cada personagem. Sem muitas surpresas  mirabolantes (que ás vezes inventam de colocar só para dar uma tensão temporária no telespectador), apenas as que condiziam com o enredo. O drama conseguiu em seu último episódio, continuar mantendo a moderada e perfeita dose de drama, comédia e romance, como não amar? Se alguém não gostou, me diz o motivo porque sério, gostaria muito de saber. Não posso contar muito senão perderia a graça, por isso, paro aqui. 
Vejam e confiram por si mesmos! Hehe!

7) Considerações Finais
  • Secretário An Gook (Choi Won Young)

O personagem que sempre esteve ao lado do Do Hyun e que foi um verdadeiro amigo/secretário/quebra galhos/ salvador/ tudo que fosse necessário ser/, esse era o An Gook. Tentava ajudar como podia para que as personalidades não acabassem prejudicando gravemente seu chefe, um trabalhador verdadeiramente eficiente. Inicialmente, achei estranho ver o ator neste papel, sendo que o vi primeiro em I Remember You, onde ele é um tipo de pessoa bem diferente (quem assistiu vai me entender) mas depois, me acostumei.

Temos outros personagens que merecem ser mencionados, mas como os mais importantes já foram citados, deixo os outros para que vocês mesmos confiram. 
  • Melhores Cenas
- DIVA Yo Na perseguindo Ri On (não importava onde, eram sempre as melhores cenas, eu gargalhava demais, kkk)


- Ri Jin + Ri On = cenas mais que cativantes


- Mas a melhor cena da dupla acima, sem sombra de dúvidas, 
foi o momento Equipe Rocket, kkk


- Ri Jin tentando "domar" a fera Se Gi


- Ri Jin bêbada, kkk


- E claro, as caretas do Park Seo Joon sempre que precisava ficar perto da DIVA Yo Na, kkkk


8) Trilha Sonora

Com uma das trilhas mais viciantes do ano, bastou uma música e Kill Me, Heal Me conseguiu me viciar (e muito!). Como não se apaixonar por esta linda canção? Deixo abaixo o vídeo com a tradução para que possam conferir quão perfeitamente encaixável na trama, esta ost é: Auditory Hallucination - Jang Jae In feat NaShow. Muito linda! ♥♥


Espero que tenham curtido a resenha, não deixem de comentar o que acharam do drama. Até a próxima (com possivelmente mais um dorama com o Park Seo Joon , rs)! 
P.S.: Jamais esquecerei Ji Sung como DIVA Yo Na e vocês? kkkk

~ Oppaaa! 

4 comentários

  1. Olá!
    Estou adorando esse dorama ♡
    Tbm demorei para assisti.E estou amando ♡

    Bjs

    http://mundosecretodalia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu vai amar. Foi um dos melhores do ano <33

      Excluir
  2. eu ameeeeeeeei esse dorama! adora ele na personalidade agressiva, ficava tão charmoso! e dei altas gargalhadas com a Yo Na, a despedida dela foi a melhor Ri e chorei ao mesmo tempo
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super concordo, Ji Sung agressivo era um poço de charme. <3
      Yo Na foi a melhor personagem, também ri demais com as cenas dela / rs.

      Excluir

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Topo