18 março, 2016

Moorim School [K-Drama]


E finalmente consegui um tempo para finalizar um dos meus queridinhos do ano. Aquele dorama que você começa a acompanhar mais por causa de determinado ator e acaba completamente apaixonada por tudo, exatamente tudo. 
É muita coisa para comentar, então não garanto uma resenha curta, preparem-se!

Moorim School 



Sinopse: A Escola Moorim não está focada exclusivamente em altas pontuações acadêmicas, ela ensina suas virtudes aos alunos, incluindo a honestidade, fé, sacrifício e comunicação. Os professores e alunos da escola vêm de diferentes países e cada um tem suas próprias histórias.
Gênero: Ação, fantasia, romance, drama, mistério, colegial
Nº de Episódios: 16
Ano: 2016
Onde Encontrar: Viki (online), Meteor Dramas (download), Fighting Fansub (download), DramaFever (online)

E como mencionei lá em cima, Moorim School se tornou um dos meus queridinhos do ano. A história que me cativou desde o primeiro episódio, não fez diferente ao decorrer dos outros e só me fez amar cada vez mais acompanhar todos os personagens envolvidos na trama - e olha, foram muitos - ao ponto de eu estar agora sentindo falta de todos e de tudo que foi o dorama. Como não seria justo fazer diferente, trago na resenha os motivos que fazem deste drama um título obrigatório na sua lista doramática:

1) Rivalidade/Amizade entre Wang Chi Ang (HongBin -VIXX) 
e Yoon Shi Woo (Lee Hyun Woo)


E eis aqui os dois protagonistas que mais me encantaram até agora em toda minha vida doramática - e olha que a blogueira aqui passou dos 50 títulos faz tempo - Chi Ang e Shi Woo conseguiram a proeza de me fazer amá-los por igual em todos os 16 episódios. Geralmente, em doramas com dois protagonistas masculinos, eu sempre tenho um preferido e mesmo que sinta afeto pelo outro nunca - até agora - me aconteceu de gostar dos dois por igual. Mas como tudo na vida tem uma primeira vez, eis aqui a minha. Justamente pelo fato de ter amado os dois na mesma proporção - se nós três fossemos um triângulo amoroso, eu ficaria com os dois /haha - não poderia colocá-los em posições diferentes, então afirmo que só pelo Chi Ang e Shi Woo vale muito, mas muito mesmo, a pena ver Moorim School.

O Yoon Shi Woo é um cantor de um grupo - que na trama - é muito famoso, o típico idol. Por outro lado, o Chi Ang é o futuro sucessor de uma enorme empresa, um conjunto de empresas, herdeiro chaebol. O evento onde o Shi Woo foi se apresentar era patrocinado pela empresa do Chi Ang e após um erro na reserva do quarto de hotel, ambos acabam se conhecendo por acaso, devido a pequena confusão acabam trocando suas jaquetas, sendo que ambos tinham coisas importantes nelas. Durante a apresentação, um acidente quase ocorre e após ser evitado, uma garota chamada Sun Ah diz ao Shi Woo que ele deveria ir ao instituto Moorim. Daí em diante, cada um por seu próprio motivo acaba se direcionando para a escola.

O Shi Woo decide ir após pensar muito sobre tudo que estava enfrentando, problemas/escândalos/ na carreira - um envolvendo a outra protagonista feminina, chamada Soon Duk - e sua dificuldade em ouvir. Em alguns momentos, ele simplesmente perde a audição temporariamente e mesmo após exames não conseguiu encontrar a causa da doença.


Por outro lado, o Chi Ang estava sendo obrigado à ir ao instituto, porém após um encontro do destino com sua sereia - a Soon Duk - ele decide ir por vontade própria. Lá, o moço passa a ficar no pé da sua amada Soon Duk - achava lindo quando ela ficava chamando-a de Ariel  - A voz do HongBin saía de uma forma linda demais - sem dar descanso para a moça, tentando conquistá-la a cada oportunidade que surge.

Tanto o Chi Ang quanto o Shi Woo conseguiram ser ótimos protagonistas, o incrível foi o quanto ambos eram totalmente originais em suas personalidades. Shi Woo no início era um pouco arrogante e demonstrava o quanto tinha dificuldade em saber se relacionar com as pessoas, não conseguindo nem mesmo ter um bom relacionamento com seus companheiros de grupo. O Chi Ang é mimado porém muito alegre, apesar de ter que tentar lidar com o gênio chato de seu pai autoritário ambicioso, graças a mãe dele, o garoto é muito amoroso e sinceramente, HongBin atuou tão bem, que para mim, os dois eram um só.

Esses dois seres se tornam rivais inicialmente, não só por causa de determinada garota mas também devido as circunstâncias e o mais legal da trama, é que à medida que as situações mudam, os garotos oscilam entre amizade e rivalidade. E não fica chato acompanhar, acreditem! Na verdade, as coisas só vão ficando cada vez mais interessantes. P.S.: Não curti muito a mudança de visual do Shi Woo após alguns episódios, não ficou feio mas o cabelo mais claro, para mim, era a marca dele.  P.S.²: HongBin sorrindo me matava do !

Ao decorrer da trama, com essas oscilações entre amizade/rivalidade/ e todos os momentos que ambos são obrigados a enfrentar, eles vão amadurecendo de maneira visível. Shi Woo aprende a lidar com seus medos, colocando pra fora o que o faz mal e sendo mais carinhoso, o Chi Ang vai se tornando menos mimado - mas sem perder o jeito amoroso - e mais determinado. E ambos vão aprendendo a lidar com suas próprias dores e a reconhecer o valor de uma verdadeira amizade.


Como mencionei em outras resenhas, não sou muito fã de Bromance porém mais uma vez super curti um - assim como em Cheer Up! e I Remember You - e sério, como não amar estes dois? Só quem assistiu pode sentir quão incrível essa dupla foi. Agora deixa eu parar aqui senão a resenha vai ser só sobre os dois /kkk

2) Mocinhas Marcantes: Sun Ah (Jeong EuGene) e Shim Soon Duk (Seo Ye Ji)


Como disse anteriormente, eu gostei mais da Sun Ah do que da Soon Duk, creio que pelo fato de ter sido difícil engolir a atriz Ye Ji como estudante, sendo que vi Last antes e lá ela era uma mulher feita e tudo mais. Além de que, mesmo a Soon Duk sendo uma garota determinada, tentando conciliar o emprego de meio período com a escola Moorim e ainda esconder o fato de estar estudando no instituto que seu pai tanto odeia, tudo isso não foi suficiente para eu realmente gostar dela, apenas fui cativada um pouco - e além de que achava forçada a atuação da atriz em alguns momentos - e isso fez piorar a minha visão de que ela não se encaixou tão bem no papel.
Por outro lado, Sun Ah é uma garota forte, considerada a melhor aluna da escola - o que faz sentido sendo que seu pai é o reitor - ao mesmo tempo em que é uma mulher também consegue demonstrar fragilidade em alguns momentos. Ambas são amigas e esta amizade também se tornou um dos pontos mais consideráveis da trama, sempre curto quando exploram amizades entre meninas em doramas - como exemplo em High Society - porém, o bromance do Shi Woo e Chi Ang acabou apagando o brilho da parceria das meninas. Mesmo assim, as duas conseguiram ser bem convincentes, de certa forma.

3) Escola Moorim (Hogwarts Coreana) e Elenco Diversificado


A Escola/ o instituto Moorim ensina sobre artes marciais, porém tem um certo pé em magia, pois é revestida por um selo que causa até certa curiosidade. Por que será que uma escola precisaria de um selo mágico? Só assistindo para descobrir /rs. O corpo docente é outro que merece muito ser mencionado.
O reitor Hwang Moo Song - pai da Sun Ah - (Shin Hyun 
Joon) foi um dos que mais gostei, sua maneira tão íntegra de ser e de ensinar aos seus alunos era extremamente cativante. Mesmo tendo seu passado envolto em mistérios, chegando a causar até desconfiança em alguns momentos, jamais duvidei da bondade e integridade do personagem tamanha a honestidade que transmitia.


Os outros professores também não ficam para trás, todos eram excelentes, e era incrível como seguiam fielmente o objetivo do instituto, além de ensinar artes marciais, a aprendizagem era focada em ensinar aos alunos sobre como preservar amizades e superar dificuldades/medos. Além do segurança Sam, o único negro presente na trama que também tinha sua função e contribuição.



O elenco de Moorim School foi bem diversificado, o que achei muito bacana. Temos um negro, tailandês e por aí vai. O elenco estudantil foi outro que cativou totalmente: Shannon (Williams Shannon) - que só pensava em comer; sua melhor amiga Jenny (Z Hera); o Na Det (Chinvinijkul Supasit), Choi Ho (Han Geun Sub),

Dong Goo (Han Jong Young) e Ko Sang Man (Park Sin Woo) formavam um quarteto muito divertido; e até o arrogante do Yub Jung (Alexander) conseguiu me cativar minimamente - e o inglês perfeito dele? Eu ficava chocada!- todos, sem exceção, trouxeram suas contribuições para o enredo e tornaram o dorama muito mais legal. 

4) Ênfase no significado: família

E claro que eu não poderia deixar de mencionar a linda relação do Chi Ang com sua mãe Baek Ji. Apesar de os dois não terem tantas cenas juntos, sempre que contracenavam eu vomitava arco-íris tamanho o amor que ambos demonstravam sentir um pelo outro. Inclusive, o Chi Ang demonstra quão bom filho é, é incrível tudo que é capaz de fazer por sua mãe, algumas vezes até mentia para não deixá-la preocupada. Sempre acho lindo quando temos na telinha um relacionamento entre pai-filho, irmãos ou mãe-filho - como é o caso - sendo retratado e desta vez, não foi diferente - isso me fez lembrar do Chang Soo e sua mãe em High Society, foram outros que amei demais -. Enquanto o pai do Chi Ang, o Wang Ha Oh (Lee Beom Soo) só se preocupava com sua empresa e sua ganância acabava esquecendo de sua família, assim o Chi Ang tentava proteger a sua mãe do jeito autoritário de seu pai. A família rendeu ótimas até o último episódio.

Outra família que rendeu ótimas cenas e mais uma vez trouxe o reflexo do que significa ser pai-filha foram a Soon Duk e seu pai. A relação dos dois foi outra muito bem trabalhada na trama. P.S.: A ahjumma que cuidava do pai da Soon Duk, era muito engraçada, eu ria demais com ela, gente! /rs. Ah! Falando em pai-filha, outros que representaram isso bem foram a Sun Ah e o Reitor Wang, gostei demais da maneira como exploraram o relacionamento dos dois.

5) Roteiro com pitadas de fantasia + mistério + ação!

O roteiro de Moorim School foi muito interessante, uma mistura de fantasia com ação, tudo em doses certas. E para melhorar tudo, ainda tinha um mistério no ar: por que o selo em torno da escola? Por que ela ficava tão escondida? Qual o verdadeiro problema com os ouvidos do Shi Woo?

Ao decorrer dos episódios, tudo vai se esclarecendo, eu até fiquei com medo pois no meio do dorama, as filmagens pararam devido a baixa audiência na Coreia do Sul - uma pena nossa audiência aqui não valer nada, não é mesmo? - e por isso encurtaram o número de episódios, fiquei receosa que isto prejudicasse o enredo porém os roteiristas souberam contornar isto muito bem. A proposta da trama se manteve até o fim, dando ênfase em amizade, família, superação e sério como não amar uma história com mensagens como esta?  São diversas surpresas ao decorrer de todos os episódios - alguns eventos até assustaram /rs- e tudo isto faz com que se torne uma delícia acompanhar Moorim School!


6) Quarteto amoroso = shippar certo ou errado? Eis a questão.



Pois bem, a blogueira aqui anda em uma maré incontrolável de shippar errado - assim como em Cheer Up! e Persevere, Goo Hae Ra- e mais uma vez, não foi diferente. 
No início eu torci muito por determinados casais que acabaram me demonstrando que não aconteceriam, um em especial estava completamente errado - mas eu não sou vidente para saber de início que estava extremamente errada, não é mesmo? - o fato é que eu shippei errado e mesmo no final, não consegui engolir o casal x - o que envia os convites de casamento- , entretanto, o outro eu até que curti. Façam suas apostas! 

7) Final extraordinariamente satisfatório


Com a redução de episódios eu estava realmente preocupada pois isto poderia prejudicar o desenvolvimento dos personagens nos últimos momentos, e /ou até mesmo os mistérios que deveriam ser resolvidos poderiam não ser totalmente explicados, porém os roteiristas deram um show e trouxeram um dos melhores finais que eu já vi na minha vida doramática - e olha que já vi mais de 60 finais. Sério pessoas, o final é incrivelmente bom e em um mundo onde finais de kdramas conseguem tornar uma trama excelente em uma chatice total ou pior, Moorim School se salvou e tornou-se exceção. Podem conferir sem medo, a única coisa que os pode chatear é caso shippem errado, mas isso torna-se mínimo quando se tem um final tão bom para todos os personagens. 

8) Cenas que me mataram do

Resolvi colocar gifs das cenas que mais gostei. Tem muitas outras, mas se fosse colocar seriam dezenas de spoilers e praticamente mais de 1000 imagens animadas/ haha, então deixo apenas algumas abaixo:

- ABS dos meninos ♥ - amei/amei/amei


- HongBin me quebrando o coração ao chorar...



- O olhar 43 do Lee Hyun Woo


- E claro, todos os fights do Chi Ang e Shi Woo


9) OST VI-CI-ANTE - PERFEITA!

E o que dizer dessa OST? Amei todas as músicas - umas mais que outras, claro! - a ponto de colocar no celular e ouvir sem parar - abaixo deixarei todas as minhas preferidas.

Run - Ha Seong - ouvi tanto esta música, já até perdi as contas!



ALIVE - VIXX - Amava quando esta música tocava nas cenas!



Hey Girl - B.I.G.



Take-  Addiction



Espero que tenham curtido a resenha e claro, não esqueça de comentar. P.S.: Sei que estou devendo a resenha de Cheese in the Trap, porém ainda não consegui criar coragem para ver o último episódio, então demorará mais que o normal, aguardem pacientemente! ~kisses e até a próxima!

6 comentários:

  1. Não vou mentir, acho que se fossem 20 epis começaria a ficar chato, os 16 deixaram tudo fechadinho, direto, enxuto, achei muito melhor. O que falar da beleza desses dois, que me deixavam ser saber pra onde olhar nas cenas deles?? Nem conhecia o VIXX mas agora começarei a ver mais só por causa dessa fofura do HongBin! Concordo com vc, a principal de cabelo preto não me desceu muito, tanto que também não gostei do casal que ela formou no final. E tenho que dizer, foi a primeira vez na vidaaaa que vi o forever alone ficar com alguém no final, surtei demaisssss (gritei, na verdade)!11
    Enfim, ameeeei esse drama! To ouvindo a ost até hoje e com certeza não sairá da minha playlist nem tão cedo! Estará na minha lista de melhores dramas de 2016, junto com Cheese in the trap e os recém começados Descendents of the Sun e Please come back, Mister! (que por sinal, recomendo) <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vendo por este lado, os 16 episódios melhoraram a qualidade da trama mesmo. Eu fiquei exatamente como você, na verdade eu ficava babando pelos dois, amei demais estes dois, guardarei pra sempre no coração. Eu conheci o VIXX há pouco tempo e já é um dos que mais curto e sempre tento acompanhar as notícias sobre eles, recomendo e muito que você dê uma chance para eles.
      Verdade, acho que o fato do forever alone ter ficado bem feliz no final, tornou tudo ainda melhor. P.S.: Eu também não largo essa OST <3
      Eu estou sem coragem de terminar Cheese in the Trap mas assim que terminar, trarei resenha (fica de olho no blog! ^^), quanto a Please Come Back Mister, iniciei recentemente e estou curtindo muito, é engraçado demais e louco também /kkk.
      Quanto a Descendants of the Sun, sou suspeita pra falar, estou completamente SURTADA por esse dorama, sofrendo semanalmente /haha. P.S.²: Trarei resenha de cada um deles à medida que for terminando, fica de olho! Obrigada pelo comentário <3

      Excluir
  2. Concordo com tudo que você escreveu eu ficava emocionada e dava pulo de esteria toda vez q tinha um momento tenso geralmente eu fico com raiva de um dos perssonagens e geralmente odeio bromance mais dessa vez eu amei só fiquei chatiada é que não teve nenhuma cena de beijo entre o Chi Ang e a Sun ah se fosse eu que no lugar dela eu agarrava o Chi ang quase enfartei emtodas as cenas de abs dos meninos e me derretia dota vez que o Chi ang sorria e chorei litros toda a vez que ele chorava ou que ele fingia estar feliz só para não preocupar os outros e na cena do penhasco no final voultei varias vezes shi woo não fica atraz amava quando ele se preocupava com o Chi ang e adorava a relação de amizade deles não gostei muito da soon duk achei ela fofa nas partes em que ela se preocupava comos outros mais fora isso não me cativou muito ja a Sun ah ela sim eu torcia sempre para que tive-se uma cena de beijo entre ela e o Cin ang e amei a cena em que o Chi ang colocou o casaco em volta dos ombros dela foi muito fofo pena não ter tido a cena do beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também achei uma maldade não termos tido um beijo entre Chi Ang e Sun Ah, eles mereciam uma cena assim! Eu também quase infartei nas cenas de abs, era um melhor que o outro! Chi Ang emocionou muito, graças a atuação do HongBin tivemos dezenas de emoções e fomos comovidas! Eu também não curti muito a Soon Duk, preferi a secundária! Eu também fiquei bem chateada por essa cena do beijo deles não ter existido. :/

      Excluir
  3. Adorei o último episódio, mas gostaria de saber de qual professor a criança, que aparece no final, é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amei o último episódio. Fiquei com essa mesma dúvida, não ficou muito claro quem eram os pais, só temos certeza da mãe. Hushua' Acho que esta foi a intenção do autor. Haha'

      Excluir

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Compartilhe