12 fevereiro, 2017

Mirror of the Witch [K-Drama]


Como prometido, finalmente tomei vergonha na cara e finalizei este título (já a demora em postar a resenha é por outros motivos, perdoem tá?!). Este kdrama foi vencedor de uma enquete aqui no blog junto com Doctors, ambos foram pausados temporariamente na minha lista doramática - tanto pela falta de tempo, quanto pelo surgimento de outros doramas mais viciantes... Confiram agora que achei deste drama épico que marcou o retorno do querido Yoon Shi Yoon, o inesquecível Enrique.

Mirror of the Witch



Sinopse: Quando a rainha Shim é incapaz de conceber, ela visita a xamã Hong Joo (Yum Jung Ah). A poderosa magia negra de Hong Joo ajuda a Rainha a dar à luz a um menino e menina gêmeos, Soon Hwae e Seo Ri. Mas a feitiçaria negra vem com um preço, Seo Ri é amaldiçoada, fazendo-a ser abandonada e deixada para morrer pela rainha. Seo Ri é resgatada pelo pai de Poong Yeon, que se torna seu único amigo enquanto ela cresce na clandestinidade. Com Poong Yeon e seu ajudante, Choi Hyun Seo, do seu lado, Seo Ri cresce como uma bruxa, o tempo todo tentando descobrir como acabar com a maldição em sua vida. 
Gênero: Drama, Romance, Fantasia, Histórico, Médico, Sobrenatural
Nº de Episódios: 20
Ano: 2016
Onde Encontrar: Fighting Fansub (download), Viki (online)

- Enredo

Seo Ri é uma jovem que por causa da sua maldição foi obrigada a crescer longe da cidade, isolada em uma pequena casa no meio da floresta. Seu único contato com o mundo exterior é através das histórias contadas por seu amigo e irmão de consideração, Poong Yeon. E a maldição da Seo Ri é devido ao seu nascimento, a Rainha Shim decidiu recorrer à meios sobrenaturais para conseguir um herdeiro para a família real, já que naturalmente seria impossível devido à sua esterilidade. A Rainha Shim então pede à xamã Hong Joo que encontre um meio dela poder gerar um herdeiro, e a misteriosa feiticeira lhe diz que através de magia negra isso será possível. Então após um plano arquitetado pela Hong Joo, uma moça, empregada da família real, é obrigada a passar a noite com o rei, quando a mesma encontra-se grávida é usada em um ritual de magia negra pela feiticeira. Hong Joo transfere com seus poderes a gravidez para a Rainha Shim e a empregada é morta, o que a Rainha não sabia era que Hong Joo a estava manipulando com outros propósitos em mente. A Rainha Shim dá a luz à dois filhos gêmeos e aproveitando-se disso, Hong Joo diz que uma possível maldição pode atormentar a família real futuramente. Então a Rainha decide mandar matar a menina e continuar apenas com o menino para que ele herde o trono. Assim, Seo Ri cresce amaldiçoada e longe de tudo e todos, porém, em uma ocasião inesperada, a garota deixa a casa na floresta e sua existência torna-se conhecida pela feiticeira. Agora, Seo Ri precisa quebrar sua maldição e Hong Joo torna-se sua inimiga declarada, tentando encontrá-la à todo custo para matá-la visando alcançar seus próprios objetivos.

- Personagens

Seo Ri - Princesa Yeon Hee (Kim Sae Ron)

Seo Ri é uma moça doce e meiga, não conhece muito do mundo e ama ouvir as histórias que seu irmão lhe conta sobre como é a vida fora daquela casinha na floresta. A moça sente uma enorme vontade de conhecer o mundo lá fora, mas respeitosamente obedece seu pai de criação, o Choi Hyun Seo, e jamais abandona o local. Porém, certo dia, por insistência de seu irmão decide ir ver a cidade, o que ela não esperava era que passaria a ser perseguida por uma bruxa e descobriria verdades até então escondidas. 
Seo Ri descobre sua maldição e precisa lidar com as consequências da mesma, sua maldição a atinge, e também assombra o homem que lhe amar sinceramente. Com os acontecimentos que se seguem, a moça só vê uma saída, tentar acabar com esta maldição, o que não será fácil e lhe exigirá tempo. Então, Seo Ri esconde-se em um local na floresta e com a ajuda do Monge Yo Gwang, cria poções que ao serem entregues às pessoas corretas realizará seus desejos. A cada desejo atendido, uma vela é acesa representando o bem que Seo Ri proporcionou e segundo um grimório antigo, esta é a maneira de quebrar sua maldição. A moça era realmente doce e conseguiu me cativar, não tanto quanto outras personagens da temporada, mas mesmo que pouco, conseguiu meu afeto. Mas tenho que admitir que o melhor da personagem era quando dava a doida e ficava má, com cabelo branco e modo "do mal" ativado! Virava A PODEROSA! Muahahaha'
Sae Ron não é muito expressiva com o rosto, o que dificulta um pouco a aproximação da personagem com o telespectador, é o tipo de atriz que teria mais destaque se conseguisse transbordar emoções por seu rosto. No geral, é uma boa atriz, a qual só peca na falta de expressões faciais... acontece né?! Quem gosta muito da atriz pode conferir o mini drama To be Continued, no qual ela atua com o grupo ASTRO.

Hae Joon (Yoon Shi Yoon)

E o nosso inesquecível Enrique (Flower Boy Next Door - um dia, quem sabe, eu resenho este drama) retornou. Não poderia perder a oportunidade de conferir o retorno do Shi Yoon, afinal, o ator é incrivelmente bom, sempre conseguindo emocionar o telespectador. 
Hae Joon é um jovem pobre que ganha a vida vendendo produtos "mentirosos", ele promete inúmeros efeitos quando, na verdade, não passa de algo simples, bem simples mesmo, como se vendesse a cura pra todas as doenças, sendo que não tem cura nem mesmo pra gripe, nesse estilo... Entretanto, ele é um bom rapaz (contraditório né?! haha'), o qual faz de tudo por sua mãe e sonha com o dia em que poderá tirá-la da casa de uma família tradicional rica, libertá-la da vida de escrava/empregada. Em um determinado dia, devido à circunstâncias inesperadas decide fugir com sua mãe, porém, por determinada ação do jovem mestre Heo Ok, dono da casa na qual sua mãe trabalhava, algo terrível acontece. 
Hae Joon se vê em uma tristeza sem fim e ao encontrar Seo Ri, descobre uma nova oportunidade de fazer justiça. O protagonista foi bem comum, se considerarmos o quanto era boa gente, determinado e carinhoso. Entretanto, Hae Joon tinha seu diferencial, era um jovem incrivelmente cativante, sendo impossível assistir ao dorama e não se encantar por ele. Além de que, conseguia ser um fofo quando perto da Seo Ri e uma fonte de apoio surreal, imagina um ser fofo e fonte externa de força assim do seu lado... Impossível não amar! *-* 
Mesmo nos momentos em que era testado provava o quanto acreditava em seus princípios e o quanto era correto, um excelente rapaz. Yoon Shi Yoon deu um show de atuação em todas as cenas, não apenas nas mais leves e divertidas, como também nas com carga dramática mais pesada. Impossível não se comover com este menino e suas lágrimas! Quase chorei junto, gente! E olha que sou difícil de querer chorar assistindo algo... Um excelente ator que representou bem o papel! 

Bruxa Hong Joo (Yum Jung Ah)

Outra que deu um show de atuação foi a Jung Ah como a melhor bruxa maligna/ das trevas/ dos últimos tempos! Hong Joo é uma feiticeira incrivelmente habilidosa que constantemente arquiteta planos para tentar capturar a menina amaldiçoada, a Seo Ri. Utiliza da magia negra sem pensar nas consequências, visando sempre o seu único objetivo: acabar com a família real. Um dos pontos negativos da trama foi o fato da história da Hong Joo não ter sido explorada como deveria, afinal, seria muito interessante um destaque para a história dela com a família real, mostrando como o ódio cresceu e se tornou tão significativo e claro, o relacionamento dela com o Choi Hyun Seo. Isto foi abordado mas deveriam ter dado um ênfase e destaque maior, entretanto, o que importa é que esta pequena falha não diminui a grandiosidade da personagem.
No geral, Hong Joo foi uma vilã marcante, em parte graças à atuação maravilhosa da Yum Jung Ah, e principalmente, pela abordagem e uso da personagem. Foi o tipo de vilã que consegue a atenção do telespectador, e demonstra claramente o porquê de ter sido inserida na trama, seu objetivo e ações eram sólidos, o suficiente para fazê-la um ponto muito importante do enredo. Impossível assistir Mirror of the Witch e não ficar com medo da fumaça preta que ela invocava nos momentos "maus", escutem o que estou dizendo vocês vão ficar com medo daquela fumaça!! Muahaha'

Choi Hyun Seo (Lee Sung Jae)

Choi Hyun Seo é um taoista da família real - adepto ao taoismo, o qual oferece seus serviços à família real como um conselheiro para a mesma - e assume uma função importante na batalha contra a Hong Joo. 
Choi Hyun Seo é o pai do Poong Yeon e consequentemente, tornou-se o pai "adotivo" da Seo Ri, justamente por conhecer a maldição da garota, a isolou na casa da floresta visando o seu melhor. Entretanto, com os acontecimentos que se seguem, seus planos vão por água abaixo, impedindo-o de manter sua filha segura. Hyun Seo foi um verdadeiro pai, mesmo quando forçado a fazer algo contrário ao seu instinto de proteger sua filha, manteve seu amor e buscou ao máximo resistir, todo o tempo provando o quanto amava a Seo Ri. Foi um personagem marcante considerando tudo pelo que passou e as decisões que tomou ao decorrer dos episódios, sendo muito bem aproveitado pelos roteiristas do início ao fim.

Poong Yeon (Kwak Shi Yang)

Poong Yeon é o mais próximo de um irmão que a Seo Ri teve, sendo incrivelmente bom neste papel. O moço sempre a visitava para contar sobre como eram as coisas na cidade e sobre o mundo em si, justamente por sentir pena de vê-la solitária em um lugar tão afastado de tudo e de todos. Foi um personagem muito bem elaborado e explorado pelos roteiristas, suas ações - algumas me causaram uma raivinha básica, detalhe né?! - provaram o quanto amava sua irmã de consideração, não exatamente da maneira que deveria e sim com outros tipos de sentimentos.
Poong Yeon é também um confiável "soldado" e íntimo do rei, sendo considerado até um amigo próximo. É também próximo de sua fiel parceira e braço direito Sol Gae, demonstrando uma consideração admirável para com a moça. Posso afirmar que todas as ações do Poong Yeon - desconsiderando as que foram"forçadas" por magia - foram única e exclusivamente em prol da segurança da Seo Ri, pois ele realmente queria protegê-la à todo custo. E isto foi impossível de se não enxergar. Conheço o ator desde Persevere, Goo Hae Ra e mais uma vez, consegui ser convencida por sua atuação e expressões diante das câmeras.

Sol Gae (Moon Ga Young)

Sol Gae é a parceira e fiel companheira do Poong Yeon, estando com ele em todos os momentos e em todas as horas. A moça é um soldado perfeito, e conseguiu transmitir aquele "ar marcante" quando aparecia, sendo incrivelmente hábil em cenas de luta. Foi bem estranho engolir a atriz neste tipo de papel, sendo que estava acostumada com ela sendo uma menina delicada (como em Mimi - trarei resenha em breve!) e/ou uma moça bem tímida, a qual fica vermelha quando confortada pelo Kyung Soo (assistam em EXO Next Door), porém após o espanto inicial conseguir assimilar tudo e passei a simpatizar com sua personagem aqui. Sol Gae surpreendeu quando revelou quem era de verdade mas provou do início ao fim, o quanto era fiel ao Poong Yeon. Como não se comover com esse sentimento unilateral, me digam?!

Monge Yo Gwang (Lee Yi Kyung)

O Monge Yo Gwang foi outro que me conquistou profundamente, principalmente pela sua lealdade para com o Choi Hyun Seo e a Seo Ri. Foi uma fonte de apoio para a Seo Ri, ajudando-a a tentar quebrar a maldição, chegando a colocar até sua vida em risco. O mais legal é que o mesmo não desenvolveu um interesse amoroso na Seo Ri, e a enxergava apenas como uma amiga, alguém a quem deveria proteger. Posteriormente, tornou-se também próximo do Hae Joon e um pouco de bromance desenvolveu-se, e isto foi bem divertido de se ver, o que permitia conferir o lado mais descontraído de ambos os personagens.
~eu ri taaaaanto nessa cena' kkk~
Soon Deuk (Do Hee)

A divertida Soon Deuk deu um ar bem legal à trama. Não teve tanto destaque se compararmos com os demais personagens, e nem apareceu taaanto assim, porém, nos momentos em que estava presente, divertia. Era esperta e conseguia tirar proveito nas mais diversas situações, sempre conseguindo um dinheirinho extra, quer fosse enganando ou apenas "emitindo" determinado fato. É aquele tipo de personagem que consegue ter carisma nas poucas vezes em que está em cena, o que nem sempre vemos por aí, né?!

Heo Ok (Jo Dal Hwan)

Heo Ok foi um dos personagens que mais detestei, não apenas por sua determinada ação que causou uma grande tristeza ao Hae Joon, mas também, por sua falta de consciência. Detesto quando personagens fazem coisas erradas e nem sequer se arrependem, sendo totalmente alheios ao que fizeram, sem um pingo de decência e/ou consciência do ato, do que fizeram, estes são os piores tipos de personagens. Falando dele, lembrei agora da praga da Yoon Jeong Eun (Uncontrollably Fond) e sério, juntando os dois, eles não valem sequer 5 centavos.

Rei Seon Jo (Lee Ji Hoon) e Rainha Shim (Jang Hee Jin)

Não poderia deixar de mencionar os reis sendo que este é um drama de época. O Rei Seon Jo não conquistou meu afeto, principalmente por ser um rei que não me impressionou, estava tão preocupado e ocupado tentando ser um bom rei, que no fim acabava sendo péssimo. Possuía determinada doença, - para saberem qual terão que ver o dorama -  a qual o afligia e o deixava desesperado por uma cura, e claro, Hong Joo aproveitou-se disso, e adivinhem?! O Rei simplesmente acreditou nela, tem como ser mais burro?! Enfim, do início até o fim não consegui criar um empatia por ele, sendo o tipo de personagem que eu apenas ignorava quando dava, tipo sempre. 
Já a Rainha Shim conseguiu meu ódio, porque sinceramente não dava pra aturar essa mulher! A personagem em si não era chata, ou insuportável até tinha um carisma mas não consegui aturá-la, principalmente por ter sido tão péssima mãe. Após o nascimento de seus filhos, escolheu o rapaz para poder ter um herdeiro do trono e, simplesmente, ordenou que matassem a própria filha. Tem como aceitar isso?! Mesmo que um herdeiro fosse extremamente importante naquela época, um ato como esse não dá pra engolir! Além de que, tudo já começou errado porque ela conseguiu a gravidez através de magia negra, se tem alguém culpada da maldição da Seo Ri, este alguém é a Rainha Shim. Na minha opinião, ela perdeu todo e qualquer direito como mãe quando mandou a Seo Ri para a morte, e mesmo quando tentou agir como uma mãe preocupada com sua filha, não me convenceu. 

- Romance

O romance de Mirror of the Witch foi doce. Não achei a química entre o Yoon Shi Yoon e a Kim Sae Ron surtante, porém, eles conseguiam ter um "olho no olho" gostoso de se ver. A falta de expressão facial da Sae Ron é realmente um problema, pois com isso, eu não conseguia sentir aquele feeling de garotinha apaixonada sabem?! 
No geral, Seo Ri e Hae Joon foram desenvolvendo um romance bonito e doce, passando de aliados devido à circunstâncias que lhe obrigaram para um "parceiros" amigos, consequentemente, casal apaixonado. 
Foi bonito ver como os dois começaram a se importar e ajudar um ao outro, sendo o Hae Joon incrivelmente fofo com aquele sorriso maravilhoso. Aaaah' <3 Eu ficava babando pelo sorriso bobo desse menino, acreditam?! 
Se eu fosse a Sae Ron teria aproveitado mais a companhia desse lindo... Essas atrizes coreanas não sabem dar valor ao que tem, né?! Enfim, Hae Joon e Sae Ron foram um casal típico, uma química leve, não muito surtante mas convincente na medida do possível, torci por eles e é isso que importa. P.S.: Nos bastidores ela se soltava mais, ou foi impressão minha?! O fato da atriz ser novinha deve ser considerado né?! Não vou exigir demais...

- Considerações Finais

Sucesso -> Aumento no número de episódios -> Mirror of the Witch fez sucesso na época de exibição e por este motivo, ganhou mais alguns episódios, fugindo do que foi previsto inicialmente. O que acabou não me agradando. Ficou perceptível que o enredo em si estava totalmente "fechado" e escrito para número x de episódios, e quando avançamos na trama, ficou óbvio que eles acabaram enrolando um pouquinho. 
Na minha opinião, isso prejudicou a trama, não a ponto de ter feito o dorama em si perder a qualidade, mas alguns acontecimentos tornaram-se desnecessários, e ficou bem nítido de que aconteciam apenas para retardar o término. Enfim, não foi algo totalmente inaceitável, deu para engolir tudo que aconteceu na reta final, mas tornou tudo um pouco cansativo, principalmente nos 6 episódios finais. Por mim, teriam finalizado com o número de episódios definido inicialmente.
***

Episódio Final: E infelizmente não consegui gostar do final. Não sei se este era o final bolado desde o início pelos roteiristas, ou se decidiram após o andamento da trama, só sei que não gostei. Não comentarei muito pois detesto dar spoilers, só posso dizer que, no geral, tudo se encaixou e ficou de acordo com "a teoria" da história em si. Porém, eu esperava algo mais, afinal, determinados personagens mereciam um fim melhor. E também, o dorama seguiu aquela velha e chata mania que alguns kdramas tem de "vamos deixar um ? na cabeça dos telespectadores na última cena" e isso, eu realmente detesto.

- OST

Nenhuma canção em particular roubou minha atenção, mas deixo abaixo as que mais curtia ouvir em determinadas cenas:

Love - Lush



Moon (Sadness) - Lim Jeong Hee


- Concluindo: Mirror of the Witch foi um dos dramas que acompanhei fervorosamente nas primeiras semanas, mas que na reta final me desanimou, tanto pela quebra no ritmo e decaimento do bom enredo, quanto pela temporada de doramas que se iniciava e acabou chamando minha atenção. 
Apesar de ter pausado-o temporariamente por determinados motivos, posso dizer que, no geral, valeu a experiência e curti tê-lo assistido, mesmo este gênero não sendo um dos meus preferidos - dramas de época não me eram muito queridos sabem?! O que está mudando ultimamente... Recomendo para quem ama doramas de época e gosta de histórias com magia e algumas surpresas ao desenrolar da trama, além de ganhar um lindo protagonista esbanjando carisma na telinha. Comentem o que acharam do drama e até a próxima resenha! P.S.: Sei que estou devendo inúmeras resenhas, mas garanto que aos poucos irei pagar todas, okay?! Aguardem ansiosamente, grandes abraços! :*

6 comentários:

  1. Oi, tudo bem?

    Gostei bastante de 'Mirror of the Witch'. Impossível não gostar dos personagens, mesmo os mais nojentos e detestáveis. Acho que todos foram muito importantes para a trama e ninguém ficou sobrando ali. Já que aumentaram o número de episódios poderiam dar um destaquezinho a mais para alguns personagens como a Soon Deuk e o cabelo de mendigo! Haha Foram personagens tão queridos e engraçados, poderiam aparecer um pouquinho mais.

    Apesar de ter amado a Sol Gae desde o começo, eu não consegui ter raiva dela mesmo depois de tudo o que aconteceu (achei linda e muito triste a última cena em que ela apareceu). Mas minha preferida é a bruxa, sem dúvida! Aquela mulher rouba todas as cenas. Conheci a atriz no filme 'A Tale of Two Sisters' (excelente, por sinal. Se puder, veja!) e depois disso, nunca tinha visto mais nada com ela até então. E posso afirmar que a mulher é uma atriz divina!

    Na minha opinião, o rei não era realmente burro, mas ele estava tão desesperado para se livrar da doença que acreditava na bruxa sem pensar duas vezes. E outra, ele era louco pelo poder! Isso era tudo o que a bruxa queria, pois essa ganância o deixava cego. Acho que a bruxa ali estava representando o diabo, mesmo. Este adora mexer com a cabeça das pessoas e aproveita a fraqueza de todos para conseguir o que quer. Acho que aqui não foi diferente. O trono já era dele, quem iria tirar? Por que ele queria mais se ele estava no topo? O diabo se alimentava dessa insegurança e dessa sede de poder. Por isso, o rei fazia sempre o que a bruxa queria. A mesma coisa coma rainha, né? Foi outra que caiu na conversa da bruxa. Mandou matar a menina e fez tantos outros absurdos só para continuar onde estava. É mole?

    As cenas de romance são tão doces! Talvez pela menina ter vivido todo aquele tempo isolada e só tendo contato com o pai e o irmão, tudo era novidade pra ela, então acho que ela não sabia o que era amor. Então tivemos que esperar mais um pouco e vermos os sentimentos crescendo devagarzinho. Eu sempre torço pra um beijo, mas aqui, achei que nem teve necessidade. Como a atriz na época tinha só 15 anos e o ator tinha 30, um beijo ia dar o que falar, né?! Então acho que o próprio autor queria focar mais no primeiro amor doce do que numa personagem mais fogosa e safadinha.

    Sae Ron é uma atriz muito boa, mas também achei que não foi o melhor papel dela. Ainda não assisti a 'To Be Continue', mas gostei dela em 'High School - Love On' e nos filmes 'Manhole', 'Barbie', 'The Man From Nowhere' e 'A Brand New Life'. Esses filmes são alguns que estão no topo da minha lista e essa atriz também está. Uma pena que ela não conseguiu apresentar em ‘Mirror of the Witch’ tudo o que ela pode e sabe fazer. Se você tiver oportunidade, assista pelo menos aos filmes. Você vai perceber a diferença de interpretação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana, tudo sim! (:
      Ah verdade, eles bem que poderiam ter ganho mais um certo destaque pois conseguiram ser extremamente cativantes né?!
      A Bruxa realmente roubou a cena, a mulher era poderosa demais pra passar despercebida né?! Nunca ouvi falar neste filme A Tale of Two Sisters, mas fiquei curiosa e colocarei na listinha, quem sabe tenha até uma resenha dele futuramente.. Obrigada pela indicação, vou anotar com carinho! (:
      Por esse lado, tu tem razão. Acho que na verdade, esperta mesmo era a bruxa que sabia usar como ninguém os medos e fraquezas das pessoas, só pra conseguir o que queria, e que maneira de conseguir né?!
      Isso é, o romance cresceu devagar e como a diferença de idade entre eles era enoorme, preferiram não arriscar, afinal apenas um toque é motivo de grande repercussão na Coreia do Sul, chega até a ser assustador. hausauddf'
      O único trabalho da atriz que conferi foi este, To be Continued, se bem que High School Love On está há tempos na minha lista, pretendo ver um dia. Olha, agora que tu disse isso fiquei realmente curiosa e vou procurar algum filme desses pra conferir, obrigada novamente pela indicação. (:

      Excluir
  2. Como escrevi muito, não me deixaram colocar tudo em um comentário só... Mas vou continuar aqui:


    Você vai brigar comigo se eu falar que gosto de finais abertos? Hahaha Eu gosto de finais que a gente possa pensar e interpretar como quiser. Acho que, com a tecnologia de hoje, o pessoal tem as informações de forma tão rápida e fácil que eu penso que muitos têm certa preguiça de pensar e soltar a imaginação. Por isso muitos não gostam de finais em que possam cada um tirar uma interpretação (não estou dizendo que é seu caso, falo isso pelo que eu vejo no Face. Muito descem a lenha em ‘Blood’ só porque não gostaram do fim, pois o final é aberto. Mas e o resto? Acho que o pessoal esqueceu os 19 episódios anteriores só pra falar mal do fim. Uma pena porque é tudo tão bem feito e emocionante). Assim como ‘Mask’, ‘Blood’ foi um dos poucos dramas que eu via um episódio atrás do outro sem me cansar. E fora que tem aquele vilão vampiro! Ai, ai! Se ele quisesse meu sangue...

    Foco no ‘Mirror’ que eu estou acabando! Quer a minha interpretação? A menina se sacrificou e o rapaz viveu sozinho pelo resto da vida (sozinho, na verdade, não, pois Seo Ri estava sempre na mente e no coração dele). E no finzinho, ele morreu e ambos se reencontraram no Céu. Apesar das falhas, é uma bela história de amor, sacrifício, lealdade e de coragem também, não tem como negar.

    Beijo, Lu! E muito obrigada pela resenha. Eu adorei!

    Mari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que brigar nada, acho muito legal poder trocar essas opiniões. Parando pra pensar da sua forma, é interessante um final aberto, pois faz com que o leitor e/ou telespectador possa escolher o que melhor lhe convém, é porque prefiro finais fechados. São poucos os finais abertos que eu consigo curtir sabe?!
      Eu vi Blood, e também não curti taanto assim o final mas mais pela morte de determinado personagem que eu gostava... "E fora que tem aquele vilão vampiro! Ai, ai! Se ele quisesse meu sangue... " KKKKK' Né isso?! Ai ai se quisesse...
      AMEI, AMEI sua interpretação e vou adotá-la pra mim, se me permitir, afinal esta foi a mais bonita que eu vi sobre o dorama. Parabéns por inventar este lindo fim.
      Um grande abraço Mariana, volta sempre porque amo ler seus comentários. Obrigada pelo carinho com o blog, beijão! (:

      Excluir
  3. Respostas
    1. ESSE COMENTÁRIO CONTÉM SPOILER!!!

      Como tu pediu: No final, o prota fica sozinho e ao que entendi, ela falece. Entretanto, em uma última cena, ele parece reencontrá-la anos depois quando está bem velhinho, mas não sei se era meio que sonho ou realidade. Esse é o "?" ao qual me referi! Só sei que não gostei sabe?! Entendi que a proposta da trama desde o início, era tratar da maldição da menina e do que isso causava em quem ela amava, mas mesmo assim, não achei que encerraram muito bem. No básico é isso, eles não ficam felizes juntos e o prota se torna médico mas fica solitário. :/

      Excluir

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Compartilhe