02 agosto, 2016

Page Turner (Mini Drama) [K-Drama]


Após conferir um dos mini dramas que mais ansiava ver este ano, enfim, trago resenha do mesmo pra vocês! Claro que o verdadeiro motivo deste título ter se firmado na minha lista foi a presença do meu querido Ji Soo, porém, no geral, após o teaser e sinopse liberados, soube que este se tornaria um dos melhores mini dramas do ano e acreditem, eu estava realmente certa sobre isto.

Page Turner



Sinopse: Esse drama especial conta a história de três jovens, enquanto o foco principal é o piano. Uma pianista genial e um atleta, que é ousado, corajoso, destemido e ainda bem temperamental, começam a viver uma vida completamente diferente da que tinham antes depois de se envolverem em um acidente inesperado. 
Gênero: Drama, música, colegial
Nº de Episódios: 03
Ano: 2016
Onde Encontrar: Viki (online), Kingdom Fansubs (download)

A trama conta a história de três jovens que acabam se relacionando de modo inesperado. Page Turner é um daqueles mini dramas que se confere inteiro em apenas um único dia e depois o que sobra é o gostinho de "quero mais". Motivos não faltam para que você dê uma conferida neste drama:

1) Roteiro

A história por si só já merece ser vista. A pianista genial Yoo Seul costuma ser muitas vezes arrogante para com seu inimigo declarado Jin Mok, ambos não se dão bem de forma alguma. Enquanto isso, o atleta temperamental Cha Shik faz de tudo para ver sua mãe feliz e ser um campeão. Entretanto, o que Yoo Seul não poderia esperar era que um acidente mudaria sua vida, e a tornaria próxima do até então desconhecido, Cha Shik. Page Turner é um mini drama que foca principalmente no piano e em como jovens que amam algo podem utilizar este amor para superar grandes dificuldades que surgem. Os amantes de música clássica irão amar, principalmente por causa das maravilhosas performances dos personagens pianistas. E que instrumento maravilhoso, não?! Piano é um dos instrumentos que mais me emocionam, gostaria muito de aprender... Quem sabe, um dia...

2) Jeong Cha Shik (Ji Soo)

E o temperamental atleta não poderia ter sido interpretado por alguém melhor que o Ji Soo. Eu realmente me apaixonei pelo modo como essa criatura atua, sério pessoas, o rapaz é incrivelmente bom. O Cha Shik é um atleta que sonha em entrar para a equipe nacional de salto com vara, mas seu temperamento, muitas vezes, acaba atrapalhando-o. Após um incidente, o moço se vê sem qualquer opção de retornar à vida que tinha, ao seu amor por esportes e daí sua mãe conta-lhe algo que muda sua opinião e o faz enxergar uma nova oportunidade para seu futuro.
Enquanto segue atrás deste novo sonho, Cha Shik passa a se tornar próximo da Yoo Seul, ambos tornando-se verdadeiros amigos. Foi muito bonita a maneira como o moço passou a ajudar e cuidar da Yoo Seul, tornou-se um verdadeiro apoio para a menina que agora precisava enfrentar uma nova realidade. A relação do Cha Shik e sua mãe também era realmente incrível de se ver, a maneira como ambos se davam bem e mesmo quando, se desentenderam, - em determinado momento - souberam superar este empecilho, fortificando a união entre eles. E mais uma vez, palmas para o Ji Soo, afinal seu talento como ator é perceptível e com certeza, este menino se tornará um dos maiores atores da Coreia do Sul. P.S.: Confiram os outros trabalhos dele: Angry Mom, Cheer Up!, Glory Day.

3) Yoon Yoo Seul (Kim So Hyun)


A Yoo Seul de início, me parecia apenas uma menina arrogante, porém ao conhecê-la melhor comecei a enxergar quão generosa era. Yoo Seul é uma pianista muito talentosa e recebe todo o apoio da mãe, o problema é que sua mãe acabava colocando o piano antes mesmo da filha e isso causava desconforto na Yoo Seul. O que eu mais gostei da personagem foi a maneira como não se deixou deprimir após seu acidente, pelo contrário, determinou-se a continuar vivendo uma vida normal, buscando superar esta nova dificuldade em sua vida e não apenas ficar choramingando pelos cantos. A So Hyun é cara super conhecida e mesmo sendo tão novinha tem uma lista interminável de trabalhos, neste, mais uma vez, provou seu talento e quão boa atriz é.

4) Seo Jin Mok (Shin Jae Ha)


O Jin Mok é o inimigo declarado da Yoo Seul. Desde o início, dá pra entender o porquê de ambos de detestarem tanto e a essência do personagem. O garoto era alguém apenas cansado de ser menosprezado, cansado de toda a arrogância da Yoo Seul. Entretanto, após o acidente da inimiga, ele provou que por dentro, era um bom rapaz e que no fim, não a odiava tanto quanto fazia parecer. Seu conflito com o pai não foi tão bem explorado, creio que pela falta de tempo do mini drama, mas no pouco tempo em que pode-se conferir isto, o Jin Mok provou ser um personagem carente de afeto paterno. Porém, ele apenas continuou seguindo em frente e mesmo duvidando de si mesmo, no fim, soube ser firme e determinado a fazer o que tanto amava: tocar piano. Gostei muito da atuação do Jae Ha, espero vê-lo em mais doramas em breve.

5) Relação mãe-filho

Uma das coisas que mais me chamaram atenção em Page Turner foi a maneira que eles sustentaram a trama e a forma como conseguiram demonstrar a relação mãe-filho de maneiras tão diferentes e reais.

- Cha Shik e sua mãe (Hwang Yeong Hee)

Aqui temos uma relação tranquila e totalmente amável. É impossível assistir ao drama e não se apaixonar por estes dois e pela maneira como se tratam. Esses dois demonstraram como uma mãe e um filho podem se dar bem e serem realmente compreensíveis um com o outro. E mesmo quando algo ameaçava afetar esta relação, eles souberam ser honestos e passar por cima disso. Eu curto demais quando exploram este tipo de relação em histórias e aqui, essa relação tão maravilhosa de amizade entre mãe e filho foi muito bem retratada.

- Yoo Seul e sua mãe (Ye Ji Won)

Por outro lado, a relação entre estas duas prova que nem sempre é fácil manter uma amizade entre mãe e filho. A mãe da Yoo Seul é meio obcecada pelo talento da filha, capaz de qualquer coisa para vê-la se destacar no piano, muitas vezes, era até rígida e controladora com a menina, tudo para que ela nunca machucasse as mãos e desperdiçasse seu talento. Suas expectativas para com a filha eram altas, o que acabava pressionando a mesma. Após o acidente da Yoo Seul, a moça decide tomar suas próprias decisões, o que acaba distanciando e causando conflitos entre as duas. No geral, esta relação retratou como é difícil para os filhos quando os pais esquecem de deixar opiná-los sobre o que querem e apenas o obrigam a seguir suas expectativas.

6) Considerações Finais

- Romance


Page Turner não foca em romance e sim no amor dos jovens pelo piano e como usar esse amor para superar dificuldades, conquistando amigos no caminho. Entretanto, não poderia deixar de mencionar quão lindinhos juntos o Ji Soo e So Hyun ficaram. P.S.²: Essa menina tem mel, só pode!... Atuou com dois gatos em School 2015, com o D.O. - meu bias <3 - em Pure Love e agora o Ji Soo... como faz pra ter essa sorte???!!!


- Trilha Sonora

Não temos uma trilha sonora como tema, mas as apresentações com o piano são lindas, vale muito a pena conferir! Deixo abaixo o vídeo de uma delas. <3



Esta foi a dica de hoje. Deem uma chance a este ótimo mini drama e depois juntem-se à mim no clube "quero mais episódios de Page Turner!". Beijinhos! :*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião também é importante. Comente! (:

Compartilhe